Entrar
Perfil
O DIÁRIO ESCLARECE

Áudios sobre arrastão no Centro de Mogi são fake news

Diferente do que circula nas redes sociais, não há registros de crimes deste gênero na cidade hoje, tampouco qualquer queixa na avenida Voluntário Pinheiro Franco, a Avenida dos Bancos, como sugerem os áudios falsos

Heitor Herruso
20/04/2022 às 14:36.
Atualizado em 20/04/2022 às 16:09

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
O DIÁRIO ESCLARECE

Áudios sobre arrastão no Centro de Mogi são fake news

Diferente do que circula nas redes sociais, não há registros de crimes deste gênero na cidade hoje, tampouco qualquer queixa na avenida Voluntário Pinheiro Franco, a Avenida dos Bancos, como sugerem os áudios falsos

Heitor Herruso
20/04/2022 às 14:36.
Atualizado em 20/04/2022 às 16:09

Circulam nas redes sociais informações sobre um possível arrastão no Centro de Mogi das Cruzes, que teria ocorrido na manhã desta quarta-feira (20). O Diário esclarece: é fake news. Não há registros de crimes deste gênero na cidade hoje, tampouco qualquer queixa na avenida Voluntário Pinheiro Franco, a Avenida dos Bancos, como sugerem os áudios falsos.

Quem esclarece a situação é o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi das Cruzes e Região (Sincomércio), Valterli Martinez. Segundo ele, não há nenhuma ocorrência relatada pelos comerciantes da cidade.

"É tudo mentira. Tive uma reunião agora com a PM, online, com o capitão Magalhães. Foi feita uma vistoria pela PM nas regiões citadas e conversei com comerciantes, liguei para eles. É tudo mentira. Não ocorreu nada, puro fake news", enfatiza Valterli, que prepara um comunicado oficial sobre o tema.

O Diário teve acesso a dois áudios que circulam pelo WhatsApp. A identidade de quem os gravou não foi revelada, mas as mensagens passam a sensação de terror. Um deles, especificamente, cita a Avenida dos Bancos, local que certamente será muito procurado a partir de hoje (20), quando começa o pagamento do saque extraordinário de R$ 1 mil do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Veja a seguir a transcrição na íntegra:

"Aí sangue bom, se tiver família que vai para o Centro da cidade, fica ligeiro. Teve um arrastão violento na Avenida dos Bancos hoje, quase agora. O apoio, polícia que trabalha com a gente, mandou isso agora. Falou que os caras roubaram uma 'pá' de pessoas na Avenida dos Bancos. Celular, bolsa, arregaçaram lá. Quem tiver família desse lado, do Centro, dá um toque para ficar ligeiro".

Já outro áudio, embora não cite o local, fala o nome da cidade. "Pessoal, sei que não tem a ver com o grupo, mas todos aqui tem família. Tá tendo arrastão, um monte de 'nóia' lá em Mogi fazendo arrastão lá. Avisa as famílias de vocês, mulher, né, com filho. Fica esperto. Porque os 'nóia' estão fazendo que nem em São Paulo lá, empurrando, roubando, tá uma m*rda lá. Minha esposa acabou de me avisar aqui. Cuidado com a família de vocês lá".

Embora isso não esteja confirmado, estes áudios podem ser antigos, de janeiro, quando um arrastão aterrorizou moradores do distrito de Jundiapeba. Na ocasião, houve roubo de carros e furtos diversos. Cinco homens foram apontados como responsáveis pelo crime, mas apenas um deles foi preso. Clique aqui para relembrar.

Para atestar a fake news sobre o possível arrastão desta quarta-feira (20), a reportagem de O Diário também fez contato com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, que sem saber o local exato da ocorrência e em qual delegacia teria sido registrada, não pôde ajudar.

Este jornal também procurou a Central de Flagrantes, que por telefone desmentiu o caso, e a Prefeitura de Mogi das Cruzes, que, via Secretaria Municipal de Segurança "informa que, sobre o suposto arrastão, não houve qualquer acionamento da Guarda Municipal".

Como os áudios e as mensagens sobre o possível arrastão em Mogi circulavam no WhatsApp, veja abaixo dicas do próprio aplicativo para "evitar a disseminação de informações incorretas". Elas também podem ser acessadas por este link.

 Saiba mais sobre etiquetas de mensagens encaminhadas
As mensagens encaminhadas são sinalizadas com a etiqueta "Encaminhada", o que ajuda você a saber se a mensagem foi escrita por quem a enviou ou se ela originalmente veio de outra pessoa. Quando uma mensagem é encaminhada para cinco ou mais conversas a partir do remetente original, ela é identificada por um ícone de setas duplas e a etiqueta "Encaminhada muitas vezes" é exibida. Verifique os fatos quando você não tiver certeza de quem escreveu a mensagem original.

Questione opiniões tendenciosas e parciais
Tenha cuidado com conteúdos que confirmem suas ideias e conceitos preexistentes e verifique os fatos antes de compartilhá-las. A maioria das histórias que parecem difíceis de acreditar são falsas.

Verifique outras fontes
Notícias falsas tendem a viralizar e fotos, áudios e vídeos podem ser editados para enganar você. Mesmo que uma mensagem falsa seja compartilhada muitas vezes, isso não significa que ela seja verdadeira. Caso você receba informações incorretas, informe o remetente de que ele enviou uma informação errada e recomende que ele verifique as mensagens antes de enviá-las.

Se você não tem certeza de que uma mensagem é verdadeira, consulte sites de notícias confiáveis para descobrir a origem da história. Quando uma notícia é reportada em vários lugares e em canais confiáveis, é mais provável que ela seja verdadeira. Você pode consultar verificadores de fatos ou pessoas em quem você confia para ter mais informações. 

Se um contato está enviando notícias falsas constantemente, denuncie-o. 

Atente-se a mensagens estranhas
Muitas mensagens ou links indesejados que você pode receber apresentam erros de ortografia ou gramática ou solicitam o compartilhamento de informações pessoais. 

Importante: se você achar que sua integridade física ou psicológica (ou de qualquer outra pessoa) está sendo ameaçada, entre em contato com as autoridades policiais locais, que estão preparadas para oferecer a assistência adequada em situações como essa.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por