*Essa matéria está em atualização

Com o acréscimo de mais 12 vítimas fatais nas últimas 24 horas, o Alto Tietê se aproxima de ultrapassar o marco de 1,9 mil óbitos por Covid-19 registrados desde o início da pandemia. Entre as mortes notificadas nesta terça-feira (12), quatro são referentes a moradores de Suzano, três de Ferraz de Vasconcelos, duas de Santa Isabel, uma em Mogi das Cruzes e duas de Itaquaquecetuba.

LEIA TAMBÉM: Mogi deve vacinar 10.840 profissionais da saúde e 53.800 idosos na 1ª fase do plano

Com o acréscimo, a região passa a contabilizar 1.887 mortes provocadas por complicações da infecção, de acordo com dados divulgados pelas Vigilâncias Epidemiológicas de cada município.

O total de contágios do novo coronavírus saltou para 45.741 nesta terça-feira. Do montante, 35.304 pacientes foram classificados como recuperados pelas prefeituras.

A taxa de recuperação da doença na região estava em 77,1%. Já o índice de letalidade caiu para 4,1%.

Mogi das Cruzes segue liderando o ranking regional da Covid-19, com 581 óbitos confirmados entre 13.741 contágios. Na sequência estão Itaquaquecetuba e Suzano, com 361 e 303 vítimas fatais cada, respectivamente.

 

Ocupação permanece alta

Os hospitais da rede estadual do Alto Tietê registram 86,3% de ocupação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) destinada aos pacientes em tratamento da Covid-19, segundo os dados da Secretaria de Estado da Saúde.

O Santa Marcelina de Itaquaquecetuba continua com os dois leitos de UTI Covid ocupados. Em seguida, vem o Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, que conta com 16 leitos de UTI e registrou 94% de ocupação no setor.

A boa notícia fica com a redução da ocupação no Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, que operou por alguns dias com 100% de lotação. Atualmente, ele conta com 20 leitos de UTI, que  registram 65% de ocupação (leia mais).

Panorama estadual

O Estado de São Paulo registra nesta terça-feira (12) 48.662 óbitos e 1.561.844 casos confirmados do novo coronavírus.

Entre o total de casos diagnosticados de COVID-19, 1.373.425 pessoas estão recuperadas, sendo que 163.604 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 66,8% na Grande São Paulo e 65,4% no Estado. O número de pacientes internados é de 13.175, sendo 7.668 em enfermaria e 5.507 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 12h desta terça-feira.