MENU
BUSCAR
Na Pandemia

Aglomeração no Parque Olímpico é problema para moradores; veja vídeo

Neste final de semana, a Guarda Municipal chegou a dispersar as pessoas, que logo se aglomeraram em outras ruas do bairro de Mogi.

Larissa RodriguesPublicado em 03/05/2021 às 12:43Atualizado há 3 meses

Na tarde deste domingo (2), carros com música alta, pessoas sem máscara e sem qualquer distanciamento social incomodaram os moradores do Parque Olímpico, em Mogi das Cruzes. Não bastasse o barulho e a movimentação – que praticamente fechava as ruas – o evento acontecia como se não houvesse pandemia. A Guarda Civil Municipal (GCM) chegou a ir até o local para fazer a dispersão, mas logo a aglomeração foi formada em outras ruas do bairro, sem que uma nova ação por parte da corporação fosse realizada.

“Eu moro bem perto, então conseguia ver os carros com som alto, muitas motos sem escapamento, motociclistas sem capacete, muita droga rolando e crianças no meio, mas a grande maioria eram jovens de 18 a 30 anos. Virou o tal ‘fluxo’”, contou Jean de Moraes Serrão, de 35 anos, que há 26 anos mora no bairro.

Ele explica que a aglomeração teve início próximo ao complexo esportivo do Parque Olímpico, que foi onde a Guarda Municipal atuou. Mas, logo na sequência, as pessoas foram para outros três endereços perto dali.

LEIA TAMBÉM: Morador reclama da falta de eficiência da GCM pelo 153

“Isso acontece há cerca de quatro anos, mas agora é pior, por conta da pandemia. Meu pai tem 60 anos e está acamado depois de ficar dois meses internado por causa da Covid. Ele precisa descansar. Tem final de semana que a festa começa sexta, às 18 horas, e vai até a madrugada de segunda. As ruas ficam cheias de garrafas, papéis e eppendorfs. Fica intransitável”, lamentou o morador.

Nas redes sociais, outras pessoas comentaram sobre a situação. “Passei por ali, era umas 17h30, e te falo que não parecia estar em meio a uma pandemia. Quase não foi possível passar por ali, pois nem as ruas eles respeitam. Por mim, deveria existir mais fiscalização e punição para os responsáveis e organizadores dessa baderna!!”, disse um dos internautas.

“Passei ontem por esse bairro, por volta das 17 horas, quase não conseguimos passar, correndo o risco de atropelar alguém. Uma multidão no meio da rua, um horror e você buzina e o povo não sai da frente, terrível a situação”, trazia outro comentário da publicação.

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Segurança disse que após receber as denúncias sobre aglomeração na região do Parque Olímpico, imediatamente, equipes da Ronda Ostensiva Municipal (Romu) foram deslocadas ao local e realizaram a dispersão das pessoas que participavam da aglomeração, permanecendo no local para evitar que houvesse retorno do problema.

 A pasta disse ainda que a região do Parque Olímpico é um dos pontos prioritários de rondas e patrulhamento para combater aglomerações e a ocorrência de pancadões. O mesmo trabalho é realizado também no Centro Cívico, a região da praça da Aeronáutica, no Jardim Aeroporto, a Vila Nova Mogilar, a praça Deputado Paulo Kobayashi, no Parque Santana, o Conjunto Santo Ângelo e os distritos de Jundiapeba e Cezar de Souza.

Na noite de sexta-feira (30), outra ocorrência de aglomeração foi dispersada na rua Narciso Lucarini, no Centro Cívico, por uma ação conjunta da Guarda Municipal e do Departamento de Fiscalização de Posturas. Nesta região, dois estabelecimentos foram notificados por desrespeitar as restrições para o enfrentamento à pandemia.

A população pode colaborar com este trabalho com denúncias pelo telefone 153, da Central Integrada de Emergências Públicas (Ciemp), que atende 24 horas pode dia, ou pelo telefone 190, da Polícia Militar.

ÚLTIMAS DE Cidades