A Guarda Civil Municipal (GCM) de Poá passará a atuar como Agentes de Fiscalização Ambiental, com a assinatura do documento de instrução conjunta feita pela prefeita Marcia Bin (PSDB), na tarde desta terça-feira (6). Quem pratica crimes ambientais como O descarte irregular de entulhos, pode ser autuado pela corporação.

Desta forma, as secretarias municipais de Segurança Urbana e Meio Ambiente, Recursos Naturais e Serviços Urbanos passam a trabalhar em conjunto, sendo que, caberá à Segurança operacionalizar a fiscalização ambiental e ao Meio Ambiente a orientação e os cursos de atualização para os agentes.

“A princípio, temos 23 guardas municipais aptos para atuar na área ambiental, mas, em breve, todo o efetivo estará pronto para aplicar essa fiscalização específica”, destacou o comandante da GCM, Alexandre Guarnieri.

O documento foi assinado pela prefeita Bin na presença das secretárias Marlene Sant’Anna (Segurança Urbana) e Claudete Canada (Meio Ambiente), além do comandante da Guarda Municipal. “Crimes como despejo de resíduos em vias públicas, descarte de poluentes em córregos, invasão irregular em áreas de proteção e maus tratos contra animais passam a ser autuados pela nossa GCM. É um passo importante para a questão ambiental e para o município”, afirmou a prefeita.

Os agentes de segurança do município já tinham a formação necessária para atuarem como agentes de fiscalização ambiental, porém faltava a documentação necessária. “Fizemos um curso de atualização e faremos ainda uma segunda capacitação junto à Polícia Militar Ambiental. Essas especializações são importantes para que a GCM fique 100% apta para agir diante de possíveis crimes ambientais”, destacou Claudete.

“Agora teremos um Grupamento de Proteção Ambiental apto a autuar, caso necessário. Parabenizo a prefeita pela iniciativa, pois o Meio Ambiente é o assunto que merece atenção constante”, finalizou a secretária Marlene.