Entrar
Perfil
PÓS-CIRURGIA

“A única saída para os problemas de saúde seria uma mudança de vida”, diz o padre Marcos Sulivan

Líder religioso precisou fazer uma cirurgia neste sábado (14) devido ao rompimento no menisco do joelho direito; operação é resultado de uma história de superação

Mariana Acioli
15/05/2022 às 12:39.
Atualizado em 15/05/2022 às 18:12

O padre Marcos Sulivan precisou passar por um procedimento cirúrgico na tarde deste sábado (14) devido ao rompimento no menisco do joelho (Imagem: Arquivo Pessoal)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
PÓS-CIRURGIA

“A única saída para os problemas de saúde seria uma mudança de vida”, diz o padre Marcos Sulivan

Líder religioso precisou fazer uma cirurgia neste sábado (14) devido ao rompimento no menisco do joelho direito; operação é resultado de uma história de superação

Mariana Acioli
15/05/2022 às 12:39.
Atualizado em 15/05/2022 às 18:12

O padre Marcos Sulivan precisou passar por um procedimento cirúrgico na tarde deste sábado (14) devido ao rompimento no menisco do joelho (Imagem: Arquivo Pessoal)

O padre Marcos Sulivan, da Diocese de Mogi das Cruzes, passou na tarde deste sábado (14) por um procedimento cirúrgico devido ao rompimento no menisco do joelho direito. Já em casa, se recuperando e ansioso para voltar à rotina nos colégios da cidade, onde atua como diretor - Colégio Diocesano Paulo VI e Instituto Dona Placidina -, o líder religioso revelou a O Diário que o que levou à operação, na verdade, é uma história de superação a ser contada.

Como muitas pessoas que sentiram o impacto da pandemia e da quarentena por meio da ansiedade, o padre também se viu nessa nova realidade. “No início da pandemia, cheguei a pesar 118 quilos. Foi um momento muito difícil e cheio de ansiedade e medo. Tudo isso me levou a comer desenfreadamente”, conta ele, que é reitor do Santuário Diocesano do Senhor Bom Jesus, capelão da Igreja Nossa Senhora dos Remédios e da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), coordenador da região catedral e colaborador do tribunal eclesiástico.

Foi em julho de 2020 que Sulivan teria passado mal, descobrindo o quadro de hipertensão e pré-diabetes.

“Em uma visita ao cardiologista Pedro Ivo, ele me disse que a única saída para os problemas de saúde seria uma mudança de vida, tanto na parte alimentar, quanto na parte física. Fiquei bem assustado com tudo e na mesma semana iniciei uma mudança completa”, relembra o padre.

Quando começou as mudanças, o padre estava pesando 118 kg e após semanas de investimentos, chegou aos 94 kg. (Imagem: Arquivo Pessoal)

Após uma consulta com o nutricionista e dar início a uma assessoria com um personal trainer, o religioso começou a ver resultados significativos. Quando começaram as mudanças, Marcos estava pesando 118 quilos e, após semanas de investimentos, chegou aos 94 quilos.

“Passei a correr diariamente, o que me ajudou a encontrar um grande equilíbrio”, ressalta.

No final de 2021, ele começou os treinos de musculação. Mas foi em um destes momentos, quando estava sem o personal, que aconteceu um acidente. “Estava fazendo musculação sozinho e aumentei muito a carga do Leg Press (equipamento de musculação), acabei me distraindo e o aparelho desceu com tudo. Foi onde rompi o menisco lateral (da perna direita)”, relata.

“Sentia fortes dores e passei a fazer um tratamento. Foram muitas sessões de fisioterapia e algumas medicações, mas desde o início, o doutor (médico Fernando Nalli) avisou que seria necessário uma cirurgia”, esclarece o padre.

O motivo de não ter feito o procedimento de imediato, conta o religioso a O Diário, foi a agenda apertada, precisando dar foco aos compromissos nos colégios em que atua. Entretanto, a postergação não foi por muito tempo.

“Na semana passada estava em um passeio com os alunos e, brincando em um barranco, acabei rolando ladeira abaixo, o que fez a dor aumentar ainda mais, então nesta semana optamos pela cirurgia”, explica.

O padre foi internado no Hospital São Luiz em São Paulo neste sábado (14) e foi o próprio Fernando Nalli que acompanhou o caso nos últimos meses. A cirurgia foi realizada com sucesso.

“Já estou em casa e agora ansioso para poder voltar às corridas e aos treinos, mas ainda tenho dois meses para uma total recuperação”, celebra Sulivan, contemplativo sobre a própria história de superação.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por