Entrar
Perfil
ORIENTAÇÕES COM DIVERSÃO

Dori Boucault comanda podcast com casos inusitados, como o da calcinha comestível

No programa 'Pod Falar Dori', o especialista conta casos curiosos e engraçados que acumulou ao longo de anos de trabalho nas relações entre consumidores e comerciantes

Heitor Herruso
02/07/2022 às 08:07.
Atualizado em 02/07/2022 às 21:02

DIVERTIDO Com participação da jornalista Eliane José, às terças-feiras, no site e redes sociais de O Diário, Dori passa informações sobre direitos do consumidor enquanto conta casos inusitados (Arquivo pessoal)

Palestrante, consultor, professor, advogado especialista em Direito do Consumidor e do Fornecedor, comunicador e muito mais. Dori Boucault é figura conhecida não somente em Mogi das Cruzes mas em todo o país. E agora, estreia um podcast em O Diário.

No ‘Pod Falar Dori’, gravado nos estúdios da RTV Filmes e exibido semanalmente, às terças-feiras, ele conta histórias curiosas e engraçadas que acumulou ao longo de anos de trabalho nas relações entre consumidores e comerciantes. E faz isso em um bate um papo descontraído com a jornalista Eliane José.

Na estreia, na última semana, Dori escolheu histórias sobre o Dia dos Namorados, como o caso em que uma calcinha comestível gerou reclamação contra o fabricante. “A ideia surgiu exatamente nessa época que está muito triste, de inflação alta, pandemia, guerra na Ucrânia, desemprego. Pensei que a gente poderia fazer orientação com diversão”, explica Dori. 

VEJA TAMBÉM:

E ele continua a defender a ideia. “Fazer o que a lei determina, mas de maneira leve, com linguagem prática, sem usar ‘jurisdiquês’, sem falar de artigos, sem dar aula. Os alunos sempre gostaram deste tipo de abordagem, então porque não?”.

A técnica, Dori já tem. O bom humor também. E a experiência, nem se fala. “Tenho cerca de 380 casos, todos reais. São decisões de justiça, reclamações de consultas no dia a dia. Tudo é verdade”, garante ele, que fala de temas picantes, como situações que aconteceram em motéis, mas também de assuntos variados.

No podcast, o especialista deve seguir as datas comemorativas do calendário, contando situações inusitadas vividas em restaurantes, viagens, comércios e todo o tipo de ambiente em ocasiões como a Black Friday, o Natal ou o Carnaval. 

“O mundo, além da orientação, precisa de distração, de algo que não seja tão triste. Por isso a ideia é passar para as pessoas informações que elas utilizem na vida real, que possam servir para alguma necessidade, seja de maneira prática ou por analogia, assimilação ou semelhança”, explica Dori, que garante ter exemplos de todos os setores possíveis a partir de experiência coletadas em 40 anos de atuação profissional.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por