Entrar
Perfil
ENSINANDO A PESCAR

Projeto da Pastoral Social em Mogi oferece curso de panificação para comunidade mogiana

“Ensinando a Pescar” é uma iniciativa da Paróquia Imaculada Conceição de Nossa Senhora para os moradores da região da estrada da Moralogia

Mariana Acioli
19/05/2022 às 15:50.
Atualizado em 19/05/2022 às 20:22
Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
ENSINANDO A PESCAR

Projeto da Pastoral Social em Mogi oferece curso de panificação para comunidade mogiana

“Ensinando a Pescar” é uma iniciativa da Paróquia Imaculada Conceição de Nossa Senhora para os moradores da região da estrada da Moralogia

Mariana Acioli
19/05/2022 às 15:50.
Atualizado em 19/05/2022 às 20:22

“Estamos plantando sementinhas, semear, para daqui um tempo, quem sabe, colhermos os frutos dessa iniciativa”. A afirmação do voluntário Márcio Bezerra reflete o sentimento de realização com a implantação do projeto “Ensinando a Pescar”, que oferece curso de panificação para 12 mulheres da região da estrada da Moralogia.

A iniciativa desenvolvido pela Pastoral Social da Paróquia Imaculada Conceição de Nossa Senhora tem como objetivo concretizar ações de assistência às famílias carentes daquela região, oferecendo conhecimento profissional que contribuam para o aumento da renda familiar.

O curso de Panificação do projeto "Ensinando a Pescar" teve inicio dia 7 de maio (Imagem: Divulgação)

“O mais bacana é ver pessoas vindo de longe para executar essa iniciativa de futuro. É como se estivéssemos acendendo uma luz no fim do túnel”, comenta Márcio. Quem tem ensinado as moradoras nas práticas em como fazer pães é o técnico em panificação Marcos Cerqueira (@padeirodigital), que vem de Osasco a Mogi, para ministrar as aulas “com uma enorme experiência, didática, metodologia clara e objetiva com ênfase na prática. Solidário às causas sociais, ele abraçou o projeto sem nenhum custo, sendo receptivo à solicitação”, contou Márcio.

Criado em março deste ano, a Pastoral iniciou o curso no dia 7 de maio e contará com três aulas, sendo que cada integrante encerrará os aprendizados levando para casa todos os itens necessários para realizar as receitas em casa, e, quem sabe, começar o próprio negócio.

“A primeira aula foi um sucesso. Para você ter uma ideia, passamos uma hora e meia do horário proposto para terminar. Estava tão bom e as alunas estavam tão animadas, que mal percebemos o tempo passar”, relata, empolgada, a paroquiana Katy Santana, uma das pessoas responsáveis pelo projeto e com experiencia na área de panificação.

Contribuíram também para a realização do curso os paroquianos Cláudia Mirandola, Karina da Silva Cordeiro, Márcio Bezerra e os casais Roseli Silva de Carvalho Andrade e Aurélio Umberto de Andrade e Águeda Vilhena e Cláudio, que com vivências e experiências em trabalhos anteriores na área social, uniram forças para a concretização do projeto que teve início junto às 12  famílias da Comunidade Nossa Senhora da Penha, na estrada da Moralogia.

“Levamos quatro semanas para organizar esse curso. Buscamos quem abraçaria a ideia e muitos nos ajudaram. Além disso, foi pensado como conseguiríamos programar um projeto gratuito que realmente atendesse a comunidade. Às vezes, não é porque é gratuito que os alunos vão conseguir de fato concluir, isso por várias questões”, explica a paroquiana.

A paróquia teve o apoio de padrinhos solidários, que doaram os kits aos cursistas dando a possibilidade de começarem os trabalhos após a conclusão das aulas. “Nessa ação solidária, a Pastoral contou com o apoio de paroquianos que doaram as balanças, alguns produtos e o Supermercado Shibata com a doação de vários itens necessários à composição do kit”, detalha Katy.

Com a última aula do primeiro curso de panificação prevista para o dia 28 deste mês, a paroquiana já adiantou: “Temos planos para fazer o curso dois. Já temos fila de espera de pessoas interessadas, isso sem nós divulgarmos. Os próprios alunos foram indicando, de tanto que gostaram da primeira aula”.

Mesmo sem data para a continuação é previsto que até julho o projeto “Ensinando a Pescar” traga novidades para os moradores do município.

O curso de panificação fornecerá, além do kit com utensílios para os alunos, um certificado assinado pelo padre Wilson de Sales Pereira, por meio da Pastoral Social.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por