Entrar
Perfil
METAVERSO

Gerando Falcões entra para o Metaverso com o lançamento de Missão Favela X

Iniciativa busca unir a imersão dos games com a educação de crianças e jovens sobres os desafios para o combate à pobreza nas favelas do Brasil

Mariana Acioli
05/05/2022 às 15:27.
Atualizado em 07/05/2022 às 08:54

O evento de lançamento aconteceu na EMEB Professora Nurimar Martins Hiar, em Ferraz de Vasconcelos, onde crianças e jovens puderam jogar e testar em primeira mão o game Missão Favela X (Crédito: Mariana Acioli)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
METAVERSO

Gerando Falcões entra para o Metaverso com o lançamento de Missão Favela X

Iniciativa busca unir a imersão dos games com a educação de crianças e jovens sobres os desafios para o combate à pobreza nas favelas do Brasil

Mariana Acioli
05/05/2022 às 15:27.
Atualizado em 07/05/2022 às 08:54

O evento de lançamento aconteceu na EMEB Professora Nurimar Martins Hiar, em Ferraz de Vasconcelos, onde crianças e jovens puderam jogar e testar em primeira mão o game Missão Favela X (Crédito: Mariana Acioli)

“Estamos levando a causa da Gerando Falcões de combate a pobreza para dentro da realidade do Metaverso, acelerando e fortalecendo o termo Metaverso Social. As questões sociais precisam estar nas plataformas digitais, engajando o público, criando diálogo e, sobretudo, trazendo conscientização de que o tema da desigualdade social não é uma agenda perdida, é uma agenda atual que tem que ser vencida e superada.”

A fala, do fundador da ONG Gerando Falcões, Eduardo Lyra, resume o Missão Favela X, projeto desenvolvido em parceria com a Accenture Interactive, iniciando a atuação da instituição no Metaverso.

A Gerendo Falcões é a primeira ONG a trabalhar nesse novo ambiente virtual com impacto social. A iniciativa foi realizada via Roblox, uma plataforma de jogos sociais no Metaverso. Além de trazer os gamers para a missão social de combater a pobreza, o game quer atrair grandes marcas como parceiras.

“Quando esse jogo passa a ser jogado por centenas, milhares e milhões de crianças e adolescentes, tanto de periferias e favelas, como também da classe média e alta, nós ganhamos a oportunidade de fortalecer a marca, de falar mais sobre a causa, de engajar as pessoas, mobilizando recursos para que isso seja investido integralmente nos programas (da Gerando Falcões)”, comenta Lyra.

Patrocinado por marcas como Havaianas, Nestlé e 99, o evento de lançamento foi na EMEB Professora Nurimar Martins Hiar, em Ferraz de Vasconcelos, onde crianças e jovens puderam jogar e testar em primeira mão o game Missão Favela X.

O objetivo do game é educar as crianças e os jovens sobre os desafios fundamentais para a erradicação da pobreza (Infraestrutura, saneamento básico, educação, cultura e tecnologia), conscientizar a geração futura e arrecadar fundos para acelerar a transformação das favelas. 

Para a Gerando Falcões, a inovação social e tecnologia de ponta são os elementos centrais para transformar o futuro das favelas. E nesse contexto entra o Metaverso como impacto social.

"Muitas pessoas conhecem a favela apenas pela janela do carro, e agora jogadores de todas as classes e regiões vão enfrentar, pela tela do computador ou do celular, transtornos que pessoas vulneráveis encaram em suas realidades cotidianas", salienta o fundador da ONG. "São quase 14 mil favelas no Brasil, e esta é a grande chance que temos de fazer algo que pode mudar o futuro de seus moradores, sobretudo o futuro das crianças e dos jovens".

A ação faz parte da missão Favela X, sua campanha institucional para a captação de doadores recorrentes, que visa arrecadar recursos financeiros para levar tecnologia de ponta e inovação do mundo para a favela e transformar a pobreza das favelas em peça de museu antes de Marte ser colonizado, por meio de iniciativas que visam melhorar a qualidade de vida dos moradores das favelas através de inovação social.

“Hoje é um dia histórico, não só para a Gerando Falcões, mas para aqueles que acreditam que o Brasil pode ser um país bem melhor. Hoje é o primeiro passo para uma grande jornada, de levar a favela para aquilo que também é o mundo virtual, para aquilo que é o futuro”, afirma Leonardo Framil, presidente da Accenture na América Latina. “O metaverso é uma das tendências que mais vão mudar o mundo, mais do que a nossa vida já mudou. Estar nesse mundo virtual traz muitas oportunidades.”

Eco Moliterno, Chief Creative Officer da Accenture Song Brasil complementa: “Hoje é o dia que nosso sonho virtual se torna realidade. Esse projeto começou há muito tempo, com a intenção de trazer inovação para a favela. As favelas são as grandes startups criativas do Brasil. Lugar onde é o berço das criatividades brasileiras. O Edu já foi da favela para o mundo, agora é a hora de levarmos o mundo para a favela. Estamos construindo pontes, conectando pessoas através desse novo espaço.”

Como surgiu o Missão Favela X?

“O projeto Favela X surgiu no ano passado como uma iniciativa de trazer ainda mais inovação para as soluções implementadas para as favelas no Brasil. A escolha do nome veio justamente num momento em que os grandes bilionários do mundo estavam sendo muito criticados por investirem milhões para irem a Marte, sendo que aqui na Terra nem tudo está resolvido ainda. Então o nome é realmente uma provocação ao Space X do Elon Musk, que hoje, é o homem mais rico do mundo, criando essa corrida social em contraponto da corrida espacial”, explica Moliterno.

Foi a partir daí que os desenvolvedores passaram a trabalhar inspirados no cenário espacial, relacionando o contexto das favelas para o game. Com tecnologia de ponta, a representação do foguete e até um personagem vestido de astronauta como o Eduardo Lyra. A partir daí, o Metaverso não foi uma plano difícil de se alcançar para realizar o objetivo do projeto.

“Se a gente está criando esse paralelo (entre realidades), por que não fazer em um universo paralelo isso?! Que é a porta de entrada mais fácil hoje. Eles já trabalham com a lógica de imersão e a partir daí nós escolhemos o Roblox, porque ele é o mais democrático e mais acessível, mais fácil de jogar e está presente principalmente nos celulares, não só no descktop”, detalhou o CCO.  

Missão Favela X está disponível em uma plataforma de jogos sociais no Metaverso para todos que quiserem acessar.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por