Entrar
Perfil
FESTA DO DIVINO 2023

Festa divina e social

28 entidades manterão as barracas na quermesse da Festa do Divino que volta após recesso de 3 anos

Eliane Jospe
07/05/2023 às 17:05.
Atualizado em 07/05/2023 às 17:06

ALTA - Inflação pesa na produção do cardápio gastronômico pesa na composição dos preços da quermesse; subiu o valor de itens como a carne e a contratação da infraestrutura (Imagem: Arquivo O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
FESTA DO DIVINO 2023

Festa divina e social

28 entidades manterão as barracas na quermesse da Festa do Divino que volta após recesso de 3 anos

Eliane Jospe
07/05/2023 às 17:05.
Atualizado em 07/05/2023 às 17:06

ALTA - Inflação pesa na produção do cardápio gastronômico pesa na composição dos preços da quermesse; subiu o valor de itens como a carne e a contratação da infraestrutura (Imagem: Arquivo O Diário)

Vitrine popular da Festa do Divino Espírito Santo de Mogi das Cruzes, a festa da igreja, significado original da quermesse,  cria, neste ano, expectativa sobre a volta do público após o deserto de três anos com agenda mais virtual do que presencial. Sobretudo para as entidades que responderão pela manutenção das 28 barracas com um menu típico, variado e expressivo da culinária mogiana. 

O que se arrecada com a vendas dos pratos e gostosuras é dividido, ao final da Festa, entre a Diocese e as entidades - e, é com o resultado financeiro dos 10 dias de trabalho que as instituições conseguem tocar projetos, pagar as contas. Após três anos sem o recurso extra de eventos e festas sociais, para as organizações, será uma oportunidade de  calibrar as finanças das obras de assistência a crianças, adultos e idosos descobertos por políticas públicas e que acabam recebendo algum tipo de ajuda ou dessas organizações.

O festeiro do Divino, o empresário Josmar Cassola Silva, afirma que, em geral, 75% do dinheiro arrecadado na quermesse são partilhados entre as 28 entidades, incluída, aí, a Associação Pró-Festa do Divino, o restante, 25%, é carreado para arcar com os custos que, neste ano, tiveram alta. Segundo contou, apenas com a infraestrutura do local da festa  - luz, banheiro químico, estrutura para o acendimento dos fogões e outros itens, deverão ser gastos cerca de R$ 400 mil. Em 2019, último ano que a cidade desfrutou da quermesse, esse valor foi de cerca de R$ 250 mil. “Tudo aumentou demais”, comentou, lembrando que o intervalo também mudou  antigos fornecedores. O mercado, aliás, se recupera do fechamento de empresas que viviam do setor de festas. A pandemia mudou muita coisa.

Sem citar quanto se espera faturar, ao final do festival, Cassola afirma que a maior parte dos recursos, no entanto, seguirão para as entidades, a quem se deve uma parte fundamental para os organizadores - a manutenção de uma cartela de atrações que vão do tortinho e afogado, ao pão com mortadela, frango frito e porco no rolete, temaki e outros pratos.

Preços

Sempre polêmico, o preço dos produtos - do salgado, doce ao prato mais concorrido, o afogado, ainda está sendo fechado. O festeiro afirma que caminha para o prato do afogado custar algo em torno de R$ 28. “Em 2019, o quilo da carne estava na casa dos R$ 26, hoje, bate em R$ 40”, compara.

Apesar dos patrocínios, como a cota master, feita pela Universidade de Mogi das Cruzes, e outros, os ingredientes dos pratos vendidos são comprados pelos responsáveis pelo preparo. A Festa do Divino começa no próximo dia 18, com a expectativa de superar edições passadas em público e faturamento.

 Shows, missas e folguedos

Nos finais de semana, a quermesse vai começar mais cedo nas dependências do CIP Maurício Nagib Najar, no bairro do Mogilar. Entre as atrações para o público, que terá entrada gratuita, estão shows com nomes populares e conhecidos como o cantor e ator Gabriel Sater, filho de Almir Sater, e o grupo Demônios da Garoa.

Nos dois sábados (20 e 27), às 15 horas, haverá missa campal.

No penúltimo dia da Festa do Divino, que vai de 18 a 28 de maio, a celebração será comandada pelo  padre Antônio Maria, administrador do Mosteiro Ain Karim, de Jacareí. Ele se apresentará em um show, às 19h, do mesmo dia.

Agnaldo Rayol se apresenta na abertura, dia 18; o grupo de samba Demônios da Garoa, no dia 20; e o cantor e ator Gabriel Sater no dia 25.
Nos finais de semana haverá Tarde dos Folguedos Infantis, no dia 21, com a trupe Lelé e Lili, das 15 às 17 horas.
A agenda completa está no site www.festadodivino.org.br .

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por