Entrar
Perfil
INSPIRE-SE

Desafio lançado a produtores doa uma tonelada de hortaliças para entidades de Mogi

Um grupo do primeiro Empretec Rural do Alto Tietê cria uma empresa que busca doadores para a compra de verduras produzidas no município

Eliane José
27/08/2022 às 03:16.
Atualizado em 27/08/2022 às 22:31

O Centro Comunitário Madre Esperança desenvolve atividades com famílias e crianças em situação de vulnerabilidade social e viu aumentar a procura por alimento entre meados do ano passado e este ano (Foto: divulgação)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
INSPIRE-SE

Desafio lançado a produtores doa uma tonelada de hortaliças para entidades de Mogi

Um grupo do primeiro Empretec Rural do Alto Tietê cria uma empresa que busca doadores para a compra de verduras produzidas no município

Eliane José
27/08/2022 às 03:16.
Atualizado em 27/08/2022 às 22:31

O Centro Comunitário Madre Esperança desenvolve atividades com famílias e crianças em situação de vulnerabilidade social e viu aumentar a procura por alimento entre meados do ano passado e este ano (Foto: divulgação)

Uma das empresas criadas pelos participantes do primeiro Empretec Rural do Alto Tietê, simpósio dedicado  à formação de empreendedores do campo da região,  uniu conceito e prática à transformação social com o lançamento de desafio para utilizar o ambiente virtual em nome de uma causa nobre: a doação de uma tonelada de hortaliças a famílias atendidas por uma instituição social e ainda garantir a compra desses produtos de agricultores da cidade.

O desafio foi abraçado por um grupo formado por Ademir Siqueira, Camilo Eduardo Carvalho dos Santos, Jaqueline Mognon e Simone Silotti.
O quarteto lançou no início da semana uma campanha virtual para obter cerca de R$ 8 mil e garantir a compra do produtos, que serão encaminhados ao Instituto do Amor Misericordioso, de Mogi das Cruzes.

A chegada dos alimentos foi bem recebida pela irmã Claudineia Olívia Dias, que viu crescer, nos últimos meses, o total de pessoas e famílias em situação de alta vulnerabilidade alimentar.

A captação terminaria ontem, porém foi estendida até  12 horas deste sábado (27). 

Outras empresas criadas durante o Empretec - que seguirá mais 10 cidades até o final deste ano - também colheram resultados positivos na geração de negócios, segundo contou o facilitador Renato Ferraz Martins, um dos coordenadores da série de atividades propostas aos 28 produtores de itens como mel, hortaliças, suculentas e cambuci.

Desde o início desta semana, na sede do Escritório Regional do Sebrae, de Mogi, palestras e experimentos ligados ao comportamento e ao empreender buscaram identificar pontos fracos e fortes dos empreendedores. Esse projeto procura contruir meios para, não apenas gerar mais recursos financeiros aos empreendimentos, mas oferecer ao produtor ou trabalhador desse meio, ferramentas, por exemplo, para a colheira de resultados com menos horas trabalhadas ou mudanças pontuais na maneira de fazer.

Instituto do Amor Misericordioso realiza obras sociais na cidade há quatro décadas (Foto: divulgação)

Na prática, segundo Renato Martins, os participantes, por meio das empresas abertas, trabalharam para vender seus produtos e obter lucro.

Um Bem Incrível

Já a escolha de Ademir, Camilo, Jaqueline e Simone foi aliar a venda de produtos a uma ação social. Simone tornou-se conhecida por iniciar, nas primeiras semanas da pandemia, em 2020, o projeto Faça Um Bem Incrível, que bebeu na seguinte fonte: unir quem trabalha na terra, engajar a sociedade e doar produtos alimentícios a organizações governamentais ou não governamentais.

Naquela oportunidade, quando a proposta estava sendo gerada, foi o sufoco de ver as hortaliças se perdendo nos canteiros que fez  nascer a primeira campanha solidária, posteriormente responsável pela doações de milhares de toneladas de alimentos nos meses seguintes.

Esperança

Já nesta semana, a ação focou na busca de recursos para a compra de uma tonelada de alimentos, que será doada a cerca de 800 famílias, segundo o grupo que usou meios como as redes sociais, ligações telefônicas e outras estratégias para viabilizar a ideia.

A meta é atingir o valor de R$ 8 mil para a compra das verduras de um grupo de produtores rurais da cidade. Até por volta das 14 horas desta sexta-feira (26), mais de R$ 6 mil haviam sido captados. 

O Inspire-se, série publicada por este jornal aos sábados, achou a proposta válida.

As pessoas interessadas no Empretec - que também busca otimizar sistemas e fortalecer o empreendedorismo, uma das alavancas da economia, podem entrar em contato com o Sebrae de Mogi das Cruzes pelo telefone 4723-4510; já para doar ao Centro Comunitário Madre Esperança, a chave do PIX é o e-mail criadobem@uol.com.br 

Ajuda em boa hora

Para famílias, as verduras doadas são a ‘mistura’ no prato, segundo a irmã Claudineia Oliveiras Dias (Foto: divulgaçõa)

O Instituto do Amor Misericordioso, protagonista de uma obra assistencial em Mogi das Cruzes há 39 anos, acompanha, desde o ano passado, o aumento de pessoas e famílias em busca de comida. A irmã Claudineia Olívia Dias conta que o Centro Comunitário Madre Esperança,  na Vila Brasileira, distribui alimentação, duas vezes por semana, a um grupo de 65 famílias. Além desse grupo, pessoas em situação de rua também costumam ser assistidas. “Notamos um aumento, especialmente entre o ano passado e este. Famílias que recebem verduras, como a que estamos doando nesta semana, nos dizem que as hortaliças são a ‘mistura’ no prato, e não apenas a salada”, comenta.

A irmã Claudineia confirma que a solidariedade de doadores segue como um auxílio fundamental para a manutenção do atendimento nas unidades da instituição.
Além de doações, a participação em atividades como um pechincha, que abre toda sexta-feira, é uma fonte de renda para o pagamento dos gastos como as contas de energia elétrica.

Quando há uma baixa neste auxílio, colaboradores costumam ser acionados. “Não podemos reclamar porque sempre que pedimos, temos resposta”, comenta.

A ajuda à missão que também atende crianças e jovens pode chegar por doações pelo PIX - o CNPJ  é o número 45991064/0001-30, ou na própria sede da unidade, localizada à rua Professor Gualberto Mafra Machado, 18, na Vila Brasileira. 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por