Entrar
Perfil
INFORMAÇÃO

Rodrigo Garcia está fazendo política como Doria deveria ter feito

O atual governador vem demonstrando que aprendeu a fazer política com Gilberto Kassab, ouvindo e respeitando as aspirações comunitárias e apresentando soluções para elas. O pedágio foi um exemplo disso

DARWIN VALENTE
20/04/2022 às 13:57.
Atualizado em 20/04/2022 às 14:05

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB) terá encontro com políticos e empresários da região do Alto Tietê, no Anfiteatro Manoel Bezerra de Melo, na UMC (Arquivo O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
INFORMAÇÃO

Rodrigo Garcia está fazendo política como Doria deveria ter feito

O atual governador vem demonstrando que aprendeu a fazer política com Gilberto Kassab, ouvindo e respeitando as aspirações comunitárias e apresentando soluções para elas. O pedágio foi um exemplo disso

DARWIN VALENTE
20/04/2022 às 13:57.
Atualizado em 20/04/2022 às 14:05

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB) terá encontro com políticos e empresários da região do Alto Tietê, no Anfiteatro Manoel Bezerra de Melo, na UMC (Arquivo O Diário)

Pela segunda vez, neste mês, o governador e candidato à reeleição Rodrigo Garcia (PSDB) vem a Mogi das Cruzes para cumprir uma agenda capaz de lhe tornar mais conhecido e lhe garantir bons apoios e votos para as próximas eleições.
O encontro com prefeitos e deputados ligados ao Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat), antecedendo uma reunião com empresários da região, virá sob a égide da discussão sobre assuntos de interesse geral.
No encontro com os políticos haverá anúncio de investimentos em equipamentos regionais; ações e programas para o fomento da economia nas cidades; e apresentação de demandas dos municípios para o Estado.
Na segunda etapa do programa, com representantes das principais entidades de classe do Alto Tietê e empresários, o assunto será o atual momento econômico vivido pelo Estado de São Paulo e suas perspectivas de crescimento.
A julgar pela escolha dos temas constantes da pauta é possível avaliar que Garcia está dando à sua campanha um tom bem mais profissional que outros concorrentes. 
Mesmo utilizando a máquina do Estado a seu favor, o governador tem dado demonstrações de aprendeu muito bem fazer política, desde os tempos em que era parceiro de Gilberto Kassab em campanhas para deputado. 
Rodrigo Garcia tem se mostrado um político atento às questões municipais e regionais. 
Só para lembrar, não faz muito tempo, foi ele quem, sob fortíssima pressão da região do Alto Tietê, chamou ao Palácio dos Bandeirantes os principais representantes da luta contra o pedágio que o seu próprio governo queria, infantilmente, instalar na Mogi-Dutra, para dizer aquilo que todos desejavam ouvir: que se a população não queria, estava definitivamente afastada a hipótese de vir um pedágio para a área urbana da cidade, o que afetaria toda uma região.
Algo que poderia ter sido feito pelo então governador  e candidato a presidente, João Doria Júnior  (PSDB), que, no entanto, não demonstrou sensibilidade suficiente para entender o significado daquele gesto para uma região como a de Mogi das Cruzes.
Garcia fez e faturou em cima, da mesma maneira que entendeu o que poderia significar para a cidade de Mogi, em especial para o comércio da área central,  o fechamento definitivo para pedestres da passagem sobre os trilhos da CPTM, na rua Dr. Deodato Wertheimer.  
Em sua mais recente visita, para anunciar a unidade do Bom Prato em Jundiapeba, Garcia decidiu manter a passagem aberta até que se resolvesse a construção de uma passarela ou algum outro tipo de passagem que virá com a reforma da estação central. 
É verdade que, exceção feita à manutenção da passagem, não foi dado prazo para nenhuma dessas obras. Mas Garcia, mais uma vez, demonstrou que sabe ouvir as reinvidicações que lhe foram levadas pelos representantes de Mogi.
Agindo dessa forma, não será surpresa se ele conseguir, em médio prazo,  reverter o fato de ser um ilustre desconhecido para 80% dos paulistas, segundo o Datafolha.
Garcia está mostrando que sabe fazer política, ao contrário de seu colega de governo, João Doria, que continua patinando nos seus 2% de preferência, e que  pouca coisa faz de concreto para reverter tal situação.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por