Entrar
Perfil
INFORMAÇÃO

MP acusa deputado Rodrigo Gambale por peculato; assessoria nega

A existência de uma suposta funcionária fantasma no gabinete de Gambale é o motivo da denúncia do chefe do Ministério Público, Mário Sarrubbo

DARWIN VALENTE
26/04/2022 às 20:00.
Atualizado em 26/04/2022 às 22:56

Deputado Rodrigo Gambale, de Ferraz de Vasconcelos, está na mira do Ministério Público, acusado de peculato. Gabinete do parlamentar nega as acusações (Arquivo O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
INFORMAÇÃO

MP acusa deputado Rodrigo Gambale por peculato; assessoria nega

A existência de uma suposta funcionária fantasma no gabinete de Gambale é o motivo da denúncia do chefe do Ministério Público, Mário Sarrubbo

DARWIN VALENTE
26/04/2022 às 20:00.
Atualizado em 26/04/2022 às 22:56

Deputado Rodrigo Gambale, de Ferraz de Vasconcelos, está na mira do Ministério Público, acusado de peculato. Gabinete do parlamentar nega as acusações (Arquivo O Diário)

O chefe do Ministério Público do Estado de São Paulo, Mário  Sarrubbo,  está acusando o deputado estadual Rodrigo Gambale (PODE) por ter praticado, segundo a autoridade, 26 peculatos relativos ao pagamento de 26 salários para a confeiteira Josiane Patrícia Alvarenga , entre os anos 2019 e 2021.

No total, teriam sido desviados R$ 120,7 mil, já que durante o período das apurações, ela  foi fotografada trabalhando em uma panificadora da cidade de São Manuel, no interior paulista. Questionado sobre o assunto pelo Estadão, o gabinete de Gambale diz que não reconhece tal prática, nem foi notificado sobre a questão.

Diz também que Josiane não faz mais parte do staff desde 2021. Atribui a denúncia ao ano eleitoral e diz que “a inocência  de todos será comprovada.”

Tribunal aprova as contas de 2020 do Semae

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) julgou regular, com recomendações, as contas do exercício de 2020 do Serviço Municipal de Águas e Esgotos de Mogi  das Cruzes (Semae), na época dirigido por Glauco Luiz Silva, juntamente com Sueli Suemi Tanaka Ikuta e Robson dos Santos. 

A decisão foi tomada pela auditora substituta de conselheiro, Silvia Monteiro, no início deste mês, mas só agora divulgada. 

A medida foi comemorada por Glauco, que hoje não é mais o diretor geral da autarquia, atualmente comandada por João Jorge, especialista em Engenharia Hidráulica e Sanitária, que já atuou nas Prefeituras de São Paulo e de Jundiaí.

Glauco Luiz é o atual consultor para Assuntos Governamentais da Câmara de Mogi.

26 de abril. Data lembrada por perdas

No ano de 2001, no dia 26 de abril, Mogi perdia o seu prefeito por quatro mandatos, Waldemar Costa Filho, vítima de um câncer, contra o qual ele lutou bravamente nos últimos meses de sua vida. 

Vinte um anos depois, na mesma data, a cidade perde Jacqueline Albiero, esposa do ex-diretor do Ciesp, Angelo Albiero Filho e, por muito tempo, frequentadora do Centro Espírita Cáritas, onde atuou ativamente como palestrante.

Nos últimos tempos, frequentava a Casa da Família Espírita,  do Mogilar, onde deu continuidade ao seu trabalho. 

Uma pessoa de luz, que sempre utilizou a doutrina em favor de pessoas necessitadas de apoio  espiritual.

Ela também  enfrentou, com bravura, um câncer que se alternava pelo corpo, à medida que ia sendo atacado por seguidas aplicações de quimio e radioterapia.

Duas grandes perdas a serem lembradas no dia 26 de abril.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por