Entrar
Perfil
INFORMAÇÃO

Mogi precisa de um amplo espaço para abrigar grandes eventos

Local terá de ser dotado de toda infraestrutura, com fácil acesso e todas as condições de conforto para receber as famílias mogianas.

Darwin Valente
19/07/2022 às 07:05.
Atualizado em 19/07/2022 às 07:28

Quermesse da festa da Padroeira Santana, neste último final de semana, ocupou parte da rua Paulo Frontin e da praça Coronel Almeida (Foto: divulgação / Dora Santos / Igreja na Mídia)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
INFORMAÇÃO

Mogi precisa de um amplo espaço para abrigar grandes eventos

Local terá de ser dotado de toda infraestrutura, com fácil acesso e todas as condições de conforto para receber as famílias mogianas.

Darwin Valente
19/07/2022 às 07:05.
Atualizado em 19/07/2022 às 07:28

Quermesse da festa da Padroeira Santana, neste último final de semana, ocupou parte da rua Paulo Frontin e da praça Coronel Almeida (Foto: divulgação / Dora Santos / Igreja na Mídia)

Palco de muitas festas, especialmente as religiosas, Mogi das Cruzes se ressente de um local adequado para realização de grandes eventos.

Um espaço amplo, que possa abrigar uma infraestrutura para receber shows e até mesmo as quermesses de festas, como as do Divino, da Padroeira, aniversário da cidade, entre outras, hoje realizadas em espaços improvisados, junto a áreas residenciais, onde o barulho inevitável desses eventos acaba por incomodar moradores e provocar justas reclamações de quem precisa trabalhar no dia seguinte e tem seu sono interrompido pela sonorização das festas.

O espaço junto ao antigo Mercado do Produtor, no Mogilar, já foi ideal para receber eventos maiores, até se tornar o centro de uma grande área residencial. Da mesma forma, a avenida Cívica, feita para ser fechada em dias ou noites de grandes eventos, também sofre dos mesmos efeitos do espaço vizinho.

A falta de um local adequado, com toda infraestrutura para receber o público, acaba gerando improvisações. A Festa do Divino de Braz Cubas, por exemplo, aproveitou o espaço coberto da feira livre do distrito, enquanto a festa da Padroeira de Mogi transformou a rua Paulo Frontin em ponto de barracas, parque de diversões e palco de shows. Ambas as festas atraíram milhares de pessoas, especialmente nos finais de semanas.

É comum se ouvir de pessoas que visitam eventos semelhantes em outras cidades, relatos sobre espaços criados especialmente para exposições, shows e outras atrações, com toda infraestrutura, como banheiros (que não são os químicos) permanentemente cuidados, locais dotados de sonorização de qualidade para receber shows de artistas da cidade ou vindos de fora dela, além de lugares adequados para a plateia se alimentar, ou sentar para assistir as apresentações com todo conforto.

Mogianos que foram ao show do padre cantor Alessandro Campos na Praia Grande, por exemplo, voltaram impressionados com a infraestrutura oferecida pela área do Kartódromo da cidade, onde acontecem eventos como a tradicional festa junina de lá, onde o religioso cantou.

Há quem veja em Sorocaba um outro bom exemplo a ser seguido por Mogi.

São locais onde famílias podem comparecer, com todo conforto e segurança, onde a presença ostensiva da PM e Guarda Municipal asseguram a tranquilidade dos eventos que lá ocorrem.

Mas onde Mogi poderia implantar algo desse tipo, com infraestrutura de qualidade, num ponto distante de áreas residenciais e de fácil acesso, por ônibus, trem ou automóvel? Um local com estacionamento de sobra, e com toda capacidade de atrair bons públicos, onde famílias pudessem comparecer sem temor de serem incomodadas, além de poderem desfrutar de todo conforto?

Há quem veja as proximidades da avenida da Orquídeas como um dos poucos locais disponíveis, embora seja uma área particular, que dependerá de aquisição pelo poder público, ou da pouco provável cessão por parte dos proprietários, interessados em investimentos que lhe garantam retorno a curto ou médio prazo.

Há ainda outros locais, porém muito distantes dos tradicionais acessos e distantes de áreas relativamente próximas do centro da cidade.

Difícil ou não de ser encontrado, o certo é que Mogi realmente necessita de um espaço para os grandes eventos, em um local que não se transforme em fator de complicação para vizinhos e onde possa ser instalado tudo que se espera de um centro de lazer como esse. Um ponto que a cidade espera já há algum tempo, o qual vem se tornando cada dia mais urgente.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por