Entrar
Perfil
INFORMAÇÃO

Incorporadora da família Simões tem projeto para antiga área do Demapo

Empresa Ribeira prevê a implantação de 28 torres na área de 67 mil m², localizada junto à avenida Yositeru Onishi, no bairro do Mogilar

Darwin Valente
14/09/2021 às 15:20.
Atualizado em 15/09/2021 às 00:25

Área onde será implantado o futuro empreendimento imobiliário da incorporadora Ribeira é o que atualmente está servindo como depósito de carros pertencentes a empresas da Simpar, empresa holding do antigo grupo Julio Simões (Arquivo O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
INFORMAÇÃO

Incorporadora da família Simões tem projeto para antiga área do Demapo

Empresa Ribeira prevê a implantação de 28 torres na área de 67 mil m², localizada junto à avenida Yositeru Onishi, no bairro do Mogilar

Darwin Valente
14/09/2021 às 15:20.
Atualizado em 15/09/2021 às 00:25

Área onde será implantado o futuro empreendimento imobiliário da incorporadora Ribeira é o que atualmente está servindo como depósito de carros pertencentes a empresas da Simpar, empresa holding do antigo grupo Julio Simões (Arquivo O Diário)

A incorporadora Ribeira, que pertence a integrantes da família de Julio Simões, sem estar vinculada a qualquer  uma das empresas do grupo, deverá anunciar, até o final desse ano o seu maior e mais ousado empreendimento imobiliário na cidade. 
Trata-se de um projeto para ocupação da antiga área do Depósito Municipal, proximidades da avenida Yoshiteru Onishi, no Mogilar, com cerca de  67 mil m². 
Programado para ser desenvolvido em 14 fases, o projeto prevê a implantação de 28 torres comerciais e residenciais, adotando as premissas do Plano Diretor, com fruição pública e fachada ativa.  
A obra  começa pelos fundos do terreno, próximo ao Condomínio Spazio Mondrian (MRV), avançando em direção da avenida Francisco Rodrigues Filho, proximidades do Terminal Rodoviário Geraldo Scavone.
 Depois de pronto, o empreendimento promete mudar radicalmente - para melhor -  aquele  acesso para a cidade.

 De portas abertas
Após quase um ano e meio realizando sessões sem público, com uma parte dos vereadores presentes e os demais por videoconferência, por conta das restrições impostas pelo Plano São Paulo para conter o avanço da pandemia, a Câmara de Mogi já está de volta às atividades quase normais, mesmo exigindo o uso de máscaras e a manutenção do distanciamento social  entre as mesas do plenário.
Com o retorno à ativa dos vereadores, o público, ainda que em número mais restrito - 50% dos 116 lugares -, voltou a ter acesso às galerias do plenário.
O retorno acontece antes mesmo da colocação das barreiras de vidro  que deverão isolar, em definitivo, os visitantes do local onde ficam os vereadores durante as sessões legislativas.

Carregando...

 Reversão em estudos
O prefeito Caio Cunha (PODE) considerou “interessante”, a proposta do leitor desta coluna, Elias Tomé da Silva Pires, que sugeriu a implantação de faixas reversíveis de trânsito para tentar minimizar os problemas de congestionamentos nas avenidas que fazem a ligação entre o distrito de César de Souza e a região do centro da cidade de Mogi das Cruzes.  Logo pela manhã, o prefeito mostrou a coluna com a sugestão do leitor  à  secretária  de Transportes, a arquiteta e urbanista  Cristiane Ayres, solicitando que fosse feito um estudo para avaliar a viabilidade  e os possíveis efeitos da proposta no trânsito das avenidas Francisco Rodrigues Filho e João XXIII, principais caminhos  de César.
Caio vê a solução como paliativa e diz que gostaria de adotar soluções concretas e definitivas para o problema, o que poderá vir com o projeto Viva Mogi!.

 
 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por