Entrar
Perfil
INFORMAÇÃO

Deputado Roberto de Lucena é cotado para secretário de Turismo de S.Paulo

Parlamentar desde 201, ele é de Santa Isabel, no Alto Tietê, ligado à comunidade evangélica, e já ocupou o cargo durante governo de Geraldo Alckmin.

Darwin Valente
24/11/2022 às 07:10.
Atualizado em 24/11/2022 às 07:11

Deputado Roberto de Lucena e o governador eleito, Tarcísio de Freitas; parlamentar que não se reelegeu deverá ocupar o cargo de secretário de Estado de Turismo no futuro governo (Divulgação)

Anotem essa para ser conferida mais adiante: o deputado federal Roberto de Lucena, que não conseguiu se reeleger nas eleições passadas, é tido como nome praticamente certo para ocupar a Secretaria de Turismo no futuro governo de Tarcísio de Freitas.

Conhecida liderança ligada aos evangélicos, Lucena é do mesmo partido do governador, o Republicanos, o que reforça as suas chances para ocupar o cargo. 

Deputado desde o ano de 2011, a favor de Lucena, que é de Santa Isabel, conta ainda o fato de conhecer muito bem a área do turismo, já que ocupou o cargo de titular da mesma pasta, durante o governo de Geraldo Alckmin, atualmente no PSB e atual vice-presidente eleito do governo Lula.

A se confirmar a indicação de Lucena para o Turismo, também não será surpresa se o bolsonarista de primeira hora, Silvério Nobre, morador de Mogi das Cruzes, vier a ser chamado para integrar a pasta, fazendo um trabalho de articulação junto aos municípios do interior paulista e Grande São Paulo.

 Iamspe

Há mais gente de Mogi cotada para integrar o futuro governo de Tarcísio de Freitas.

Nos bastidores, comenta-se que o médico mogiano, Marcelo Oliveira, amigo da família Bolsonaro, que acompanhou todo o processo de atendimento e recuperação do atual presidente da República, após ter sido atingido por uma facada, em comício na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, durante a primeira e vitoriosa campanha de Jair Bolsonaro, em 1998.

Marcelo Oliveira, com fortes ligações de amizade com o deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro, chegou a atuar, durante algum tempo, no início do atual mandato, junto ao Ministério da Saúde. 

Agora, ele está cotado para assumir a Superintendência do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual de São Paulo, o Iamspe.

 Mulher e PCD

Já a vereadora paulistana, Sonaira Fernandes (Republicanos), que já foi assessora do deputado Eduardo Bolsonaro e do próprio Jair Bolsonaro, estaria cotada para a Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Direitos da Pessoa Com Deficiência (PCD), que tem o mogiano Cid Torquato Júnior como integrante da equipe de transição do governador eleito.

 Cultura é disputada

Mas é pelo comando da Secretaria de Estado da Cultura que se trava uma das maiores disputas internas nos bastidores da transição.

Pedro Mastrobuono, atual presidente do Instituto Brasileiro de Museus, vinha se destacando como favorito para o cargo, mas tem sofrido forte carga contrária da ala mais conservadora de aliados de Tarcísio.

 O que atacam Mastrobuono citam  uma suposta ligação dele com a esquerda, inclusive com críticas a Bolsonaro. Ele teria sido indicado por Mário Frias, ex-secretário nacional de Cultura e recém-eleito deputado, que estaria planejando fortalecer o amigo, após haver sido descartado da lista de preferidos do futuro governo paulista. A favor de Pedro, contaria também sua influência junto à comunidade judaica paulista.

Os chamados “bolsonaristas de raiz” defendem que a Cultura do Estado de São Paulo fique nas mãos do atual secretário nacional da pasta, Hélio Ferraz.

A batalha continua, até a palavra final do governador Tarcísio.

 Fusão fortalece...

 O Diretório Nacional do Podemos, partido do prefeito de Mogi das Cruzes, Caio Cunha, e do presidente da Câmara, vereador Marcos Furlan, anunciou nesta terça-feira (22) que irá se fundir com o PSC, que não possui integrantes de maior peso político na cidade.

Com a união, a nova sigla herdará o nome de um partido e o número de outro: vai se chamar Podemos e terá o número 20, que ainda pertence ao PSC. A fusão deverá ser formalizada numa convenção marcada para acontecer no início do próximo mês, em Brasília.

 ...Podemos e PSC

Resultado da junção das duas siglas: o novo Podemos passará a ter, a partir do próximo ano, uma bancada com 18 deputados federais e sete senadores. Terá também 48 deputados estaduais, 198 prefeitos (entre eles, o de Mogi) e 3.045 vereadores em todo o País (entre eles, os mogianos Marcos Furlan, Eduardo Ota, Johnross Jones Lima e Maurino da Silva)

Em nota conjunta, assinada pelos presidentes das duas legendas, a deputada federal Renata Abreu (PODE) e pelo Pastor Everaldo (PSC), os partidos garantem que “o novo conjunto de forças nasce comprometido com o estado democrático de direito”, o que não deixa de ser um sinal positivo.

 Opinião – 1

Ao avaliar a união de Podemos e PSC, o prefeito Caio Cunha afirmou: “Em Mogi muda muito pouco. A presidência municipal do Podemos fará o levantamento dos filiados do PSC no município para agregá-los ao nosso grupo. Importante destacar que não se trata de uma fusão, mas sim de uma incorporação”, disse ele.

 Opinião – 2

O presidente da Câmara, Marcos Furlan, comentou: “Gostei muito da fusão, pois o PSC é um partido que sempre teve representatividade. E a união de dois partidos médios, a longo prazo, pode estabelecer um grande partido”. O vereador disse ainda: “Sou favorável à diminuição de partidos e à incorporação de legendas. No caso do Podemos, a fusão com o PSC o fortalece, com mais representatividade no Congresso, conectado com a nova reforma política”.  

 Clonagens e invasões

Pelo menos duas pessoas ligadas à política de Mogi tiveram os respectivos telefones celulares clonados ou invadidos nos últimos dias. Karin Melo, mulher do ex-prefeito Marcus Melo (PSDB), postou recentemente um alerta em seu perfil no Instagram, com os seguintes dizeres: “Atenção! Clonaram meu celular. Favor desconsiderar”. Nesta quarta-feira (23) foi a vez do ex-secretário municipal de Saúde de Mogi e atual diretor do Hospital Santa Maria, de Suzano, informar também em sua rede social sobre um aviso colocado indevidamente no seu telefone por invasores. Na postagem, aparece como se Teo estivesse informando à sua mãe um suposto novo número de celular que, se acessado, certamente abriria as portas para golpistas. “Boa tarde, criaram um perfil fake. Eu não mudei o número do meu celular”, informou Téo aos amigos, também pela rede.

 Manipulação

O prefeito Caio Cunha também usou seu perfil no Instagram para denunciar como “fake” o que apontou como a  manipulação de um vídeo antigo  para que ele aparecesse com voz arrastada e titubeante, dando a impressão de estar bêbado ou sob efeito de alguma droga. Segundo o prefeito, o vídeo original postado em setembro passado, em sua rede social, teve a rotação normal alterada para mais lenta, passando a quem assiste uma imagem completamente deturpada.

Caio publica em sua #sejacaiocunha, no Instagram, os dois vídeos para demonstrar como tal manipulação aconteceu em uma gravação tirada de seus stories do dia 3 de setembro passado, ainda nas comemorações do aniversário da cidade, a qual passou pelo processo de edição para redução de sua velocidade e separação  de trechos que interessavam a quem o manipulou.

“Veja a maldade” – diz o prefeito, que pede às pessoas para que assistam aos vídeos completos e, dessa forma, possam entender melhor toda a situação e como ocorreu tal manipulação.

 O conciliador

O deputado federal mogiano, Marco Bertaiolli (PSD-SP), foi só elogios ao vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), no comando da transição para o governo Lula, durante uma entrevista concedida à rede de televisão CNN Brasil, no início desta semana.

Bertaiolli, que preside a Frente Parlamentar do Empreendedorismo e a Comissão de Finanças e Tributação (CFT) da Câmara Federal, tendo se destacado em articulações e discussões envolvendo a área econômica e a transição de governo, enalteceu o estilo de Alckmin, classificando-o como a pessoa ideal para coordenar as negociações com os integrantes do Congresso.

Amigos desde a época em que Alckmin foi governador de São Paulo, Bertaiolli salientou o perfil conciliador do ex-tucano e a experiência com questões administrativas, que o credenciam para tal processo.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por