Entrar
Perfil
INFORMAÇÃO

Deputado Estevam Galvão vota pela cassação de Arthur do Val, no Conselho de Ética da Assembleia

Parlamentar da região do Alto Tietê foi um dos nove deputados que, por unanimidade, apoiaram a perda do mandato de "Mamãe Falei" por comentários sexistas contra mulheres ucranianas

Darwin Valente
14/04/2022 às 07:30.
Atualizado em 14/04/2022 às 07:30

Deputado estadual Estevam Galvão de Oliveira foi um dos nove votos do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo favoráveis à cassação do parlamentar Arthur do Val (Arquivo O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
INFORMAÇÃO

Deputado Estevam Galvão vota pela cassação de Arthur do Val, no Conselho de Ética da Assembleia

Parlamentar da região do Alto Tietê foi um dos nove deputados que, por unanimidade, apoiaram a perda do mandato de "Mamãe Falei" por comentários sexistas contra mulheres ucranianas

Darwin Valente
14/04/2022 às 07:30.
Atualizado em 14/04/2022 às 07:30

Deputado estadual Estevam Galvão de Oliveira foi um dos nove votos do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo favoráveis à cassação do parlamentar Arthur do Val (Arquivo O Diário)

O voto do deputado estadual suzanense, Estevam Galvão de Oliveira (União Brasil), foi computado junto com os dos oito demais integrantes do Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, que decidiram  pela cassação do mandato do deputado Arthur do Val, o “Mamãe Falei” (União Brasil). 

O grupo considerou que o parlamentar quebrou o decoro parlamentar quando, ao visitar a Ucrânia, enviou mensagens de voz fazendo comentários sexistas sobre ucranianas que tentavam deixar o país, sob intenso bombardeio das forças russas. Para que do Val seja cassado, a Mesa Diretora da Alesp deverá aprovar o processo para que ele continue tramitando, até ser votado em plenário . A perda de mandato exigirá 48 votos entre os 94  deputados da Casa.

Padre Vicente: 70 anos de ordenação

Uma missa em comemoração aos 70 anos de ordenação presbiterial do padre Alfredo Morlini, o conhecido Padre Vicente, fundador do Instituto Pró+ Vida São Sebastião, será celebrada no próximo dia 21, às 9 horas, na Catedral de Santana.  

Na data exata de sua ordenação, dia 12 de abril, o religioso, atualmente com 94 anos de idade, recebeu a visita do bispo diocesano, dom Pedro Luiz Stringhini, juntamente com o padre Michel dos Santos, da Paróquia Nossa Senhora do Socorro, que foram lhe dar os parabéns. 
Padre Vicente nasceu em 4 de fevereiro de 1928, em Reggio Emilia, no Norte da Itália. 

Veio para Mogi em 1962, onde passou a se dedicar aos idosos, fundando o Instituto Pró+ Vida, em 1977. 


Padre Vicente é um dos mais respeitados e queridos sacerdotes da Diocese de Mogi das Cruzes, onde atualmente permanece fora das atividades cotidianas de alguma paróquia, em virtude de sua idade já bastante avançada. 

Lúcido, ele continua acompanhando, ainda que à distância, o andamento das obras sociais que fundou, em Mogi das Cruzes e no Litoral Norte do Estado (Caraguatatuba).

Atraso nos trens de passageiros
Diante dos atrasos na execução do projeto de implantação do Trem Intercidades, entre São Paulo e Campinas, prefeitos daquela região estão cobrando o governo estadual para que a obra seja desenvolvida de acordo com o cronograma inicialmente traçado. 

Este percurso coberto com um trem de passageiros seria uma espécie de teste para que outros trechos de linhas férreas existentes no interior do estado de São Paulo venham ser melhor aproveitados, no futuro, com a chegada de novas composições. 

Um dos planos será o uso da atual via férrea entre São Paulo e Vale do Paraíba, que poderá beneficiar Mogi das Cruzes. 
A princípio foi anunciado que a licitação desse trecho  sairia junto com a de Campinas. 

Algo que, convenhamos, não aconteceu, e que continua sem prazo para acontecer. 
 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por