MENU
BUSCAR
INFORMAÇÃO

Costa Neto convida presidente Bolsonaro a se filiar ao PL

Convite foi feito num vídeo gravado pelo próprio presidente do partido que prevê um grande crescimento da legenda com a adesão de Jair Bolsonaro, seus filhos e fiéis seguidores

Darwin ValentePublicado em 25/10/2021 às 16:37Atualizado há 1 mês

O presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, gravou mais um vídeo destinado aos integrantes do partido, mas que é, na verdade, um recado para o resto do País. Desta vez, o deputado fala com otimismo sobre o crescimento da legenda durante os seus 36 anos, diz que ela pretende  desempenhar um "papel de maior protagonismo na política nacional", e anuncia que reiterou o “convite de filiação partidária dirigido ao presidente da República, Jair Bolsonaro, seus filhos, e fiéis seguidores da causa brasileira sob sua liderança. Inspirados na grandeza desse passo, seguiremos orientados  pela fé no futuro do Brasil, certos de nossa convicção na batalha pela reeleição do presidente Bolsonaro pelo PL”. 

O presidente do PL afirmou ainda  que o partido vai ter nomes para disputar as eleições de 2022 para o Senado, Câmara Federal, Assembleias Legislativas e governos estaduais. 

O discurso de Costa Neto é sinal de que tudo deve já estar acertado para a filiação do presidente da República ao Partido Liberal.

Prêmio e transparência

O “MonitorA”, um projeto da revista “AzMina”, em parceria com o Instituto Update e InternetLab,  finalista do Prêmio Claudio Weber Abramo de Jornalismo de Dados, tem a participação de uma mogiana, a jornalista Jamile Santana. 

O projeto fez uma análise sobre a violência política de gênero nas redes sociais durante as eleições de 2020. 

Diz Jamile que, para ela, a classificação “tem um gostinho especial porque foi o primeiro grande projeto de dados que participei, fazendo análises e reportagens com um time de mulheres incríveis e parceiros Brasil afora”.  

O mesmo trabalho  também foi finalista do Sigma Awards, prêmio internacional de dados, em abril desse ano. 

A jornalista é autora  de um projeto de  uma  Secretaria  de Transparência Governamental para a Prefeitura de Mogi, ainda não colocado em prática.

Infeliz aniversário

Na última quinta-feira, dia 21 de outubro, completaram-se dois anos da  tumultuada audiência pública realizada pela Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), na Braz Cubas,quando foi anunciada, pela primeira vez, a intenção da  autarquia de implantar um posto de cobrança de pedágio na rodovia Mogi-Dutra. 

De lá para cá, sobraram protestos  da cidade e região contra a malfadada ideia. 

Um recurso junto ao Tribunal de Contas do Estado conseguiu barrar, temporariamente, a concorrência pública para a  concessão à  iniciativa privada das estradas Mogi-Dutra, Mogi-Bertioga e Padre Manoel da Nóbrega. 

Mas o governo estadual de João Doria (PSDB) ainda não desistiu da ideia  de instalar o posto de cobrança  na Mogi-Dutra e mais quatro praças de pedágio espalhadas pelas  estradas que serão concessionadas.

Máquina de fazer pedágios

O Jornal de Barretos, da cidade de Barretos, no interior paulista, informa que um projeto de concessão de rodovias (semelhante ao Lote Rodoviárias Litorâneas, que abrange o Alto Tietê) na região deverá elevar para vinte o número de pedágios naquele ponto do Estado de São Paulo. 

Foi por conta disso que o vereador Bruno Colômbia, irritado com o pedágio na rodovia que liga Colômbia a Barretos, lançou o seguinte desafio ao "João Pedágio", como o governador João Doria é conhecido por lá:

 "Ou tira essa ideia de pedágio Colômbia-Barretos, ou não passa nas prévias do PSDB - #eduardoleite". 

Um bom exemplo a ser seguido por tucanos da cidade e região.

ÚLTIMAS DE Informação