MENU
BUSCAR
INFORMAÇÃO

Advogada Dalciani Felizardo recebe título de Cidadã Mogiana

Entre outras ações importantes, ela foi responsável pela suspensão da licitação para concessões da Artesp que pretendia implantar um pedágio na ligação Mogi -Via Dutra

Darwin ValentePublicado em 01/12/2021 às 18:10Atualizado há 2 meses
Arquivo O Diário de Mogi
Arquivo O Diário de Mogi

A procuradora municipal advogada Dalciani Felizardo recebe nesta quinta-feira (2),  às 20h, na Câmara, o título de Cidadã Mogiana, a ser outorgado por iniciativa do vereador José Luiz Furtado (PSD). 

Uma homenagem merecida pelos trabalhos já realizados por ela na cidade, especialmente à frente do processo de regularização de áreas urbanas, cujos proprietários não tinham documentação de posse dos respectivos terrenos. Uma atuação que já alcançou diversos bairros, em especial o Jardim Nova União. 

Foi também Dalciani quem, atuando como advogada do município, conseguiu fazer com que o Tribunal de Contas do Estado obrigasse a Artesp a paralisar a licitação para concessão de rodovias -e consequente instalação de pedágio na Mogi-Dutra - para promover alterações que até agora ainda não foram feitas. 

Há outros trabalhos de Dalciani. Mas somente esses dois já justificam  o título.

Bertaiolli é vice de Confederação

O deputado federal mogiano, Marco Bertaiolli (PSD), foi indicado para o cargo de vice-presidente  da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB).

Ele disse que recebe o desfio com “grande responsabilidade” e reforça o compromisso de “atuar sempre em defesa do empreeendedor e do fortalecimento do desenvolvimento econômico e social do País”.

Bertaiolli também disse: “Com tantas dificuldades no Brasil, da pobreza à burocracia que é um fardo para os nossos empreendedores, é essencial que nossas associações trabalhem  unidas para melhorar o ambiente de negócios e gerar empregos. 

Ele desejou sucesso ao presidente eleito da entidade, Alfredo Cotait Neto, nesse “novo caminho”.

Ministério renova certificado da Santa Casa

O secretário Sergio Yoshimasa Okane, de Atenção Especializada à Saúde,  órgão vinculado ao Ministério da Saúde, baixou portaria deferindo o pedido de  renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas), pela prestação anual de serviços ao SUS no percentual mínimo de 60% (sessenta por cento), da Santa Casa de Misericórdia de Mogi das Cruzes. 

Tal certificação assegura à instituição filantrópica todos os benefícios  relacionados  à sua condição de entidade  beneficente  de assistência. 

A renovação tem validade pelo período de 1º de janeiro de 2022 a 31 de dezembro de 2024, segundo informa o edital publicado na edição de ontem do “Diário Oficial da União” .

ÚLTIMAS DE Informação