Entrar
Perfil
CHAPAS

Sobe para 30 o número de candidatos às eleições no Alto Tietê

Partidos políticos seguem com as convenções para oficializar as chapas de candidatos

Silvia Chimello
30/07/2022 às 07:15.
Atualizado em 30/07/2022 às 07:15

As eleições acontecem em 2 de outubro, em primeiro turno, e 30 de outubro, se houver segundo turno (Foto: arquivo / O Diário)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
CHAPAS

Sobe para 30 o número de candidatos às eleições no Alto Tietê

Partidos políticos seguem com as convenções para oficializar as chapas de candidatos

Silvia Chimello
30/07/2022 às 07:15.
Atualizado em 30/07/2022 às 07:15

As eleições acontecem em 2 de outubro, em primeiro turno, e 30 de outubro, se houver segundo turno (Foto: arquivo / O Diário)

Na próxima sexta-feira, dia  5 de agosto, é a data limite para que os partidos realizem suas convenções e estejam com as chapas de candidatos homologadas para as eleições gerais de 2022.  Só após esse processo serão definidos todos os nomes dos candidatos de Mogi das Cruzes e região que serão lançados nessa disputa. Por enquanto, consulta feita por O Diário nesta semana constatou que o Alto Tietê tem 30 candidatos, sendo 11 postulantes a uma vaga na Câmara Federal, em Brasília, e outros 19 concorrendo para deputado estadual. Em 2018, foram 30 candidatos.

A maior parte dos candidatos conseguiu oficializar suas candidaturas em convenções. Entre os partidos dos candidatos de Mogi e região que já fizeram convenções e oficializaram os postulantes estão: MDB, PSD, PL, PT, PV E PSB, SD, PP, PCdoB, Podemos e Patriota. Neste sábado (30) acontecerão as convenções do PDT, PROS, PSOL, Agir e outros. Após as reuniões, os partidos, as federações e as coligações deverão solicitar à Justiça Eleitoral o registro das candidaturas até o dia 15 de agosto.

Do total de 11 candidatos a deputado federal, seis são de Mogi e quatro da região. Entre eles, quatro disputam a reeleição: Marco Bertaiolli (PSD), Márcio Alvino (PL) de Guararema, Kátia Sastre (PL) de Suzano, e Roberto de Lucena (REP) de Arujá. Tem ainda o estadual Rodrigo Gambale (PODE), de Ferraz de Vasconcelos, que nesta eleição busca uma vaga em Brasília.  

Os candidatos a federal de Mogi são: Felipe Lintz (Patriota), Michael Della Torre (PTB), Miguel Bombeiro (PROS), Ralf Naure (PV) e Airton dos Santos (PP). Tem ainda José  Augustinho dos Santos (Agir), o Augusto do Jornal, de Ferraz.

A vice-prefeita Priscila Yamagami (PODE) e o vereador Edson Alexandre Pereira (MDB), o Edinho do Salão, de Mogi, chegaram a ser cotados para a disputa, mas desistiram.

A lista de concorrentes a uma vaga na Assembleia Legislativa conta até agora com 19 candidatos, sendo que dois buscam a reeleição: Marcos Damásio (PL), de Mogi, e André do Prado (PL) de Guararema. O atual deputado estadual de Suzano, Estevam Galvão (UB) desistiu de concorrer por problemas de saúde.

Na relação dos 19 candidatos a estadual, 12 são de Mogi. Além de Damásio, busca o cargo o ex-deputado Luiz Carlos Gondim    (UB), que não se elegeu em 2018 e volta ao páreo para tentar o sexto mandato. Os ex-vereadores Rodrigo Valverde (PT) e Rodrigo Romão (PCdoB), o presidente da Câmara, Marcos Furlan (PODE), e os vereadores Clodoaldo de Moraes (PL), Fernanda Moreno (MDB), Inês Paz (PSOL) e Juliano Botelho (PSB) vão encarar a disputa. 

Outros candidatos são o presidente do PV de Mogi e ex-secretário de Turismo e Cultura do Estado, Romildo Campello, o advogado Fernando Muniz (PP),  e Salvador Azambuja (PDT) ex-candidato em 2018.   

Entre os sete nomes do Alto Tietê que estão nessa corrida estão o da ex-prefeita de Santa Isabel, Fábia Porto (PP). Ela foi eleita prefeita em 2016, mas não conseguiu a reeleição em 2020. Outro do PP é o ex-vereador de Poá, Saulo Souza.

O ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Suzano, Israel Sampaio de Lacerda Filho, disputará o cargo de estadual pelo Solidariedade (SD).  De Ferraz de Vasconcelos, o candidato é o vereador Álvaro Costa Vieira (PODE), o Kaká.  Os dois vereadores e ex-secretários da municipais de Itaquá no páreo são Edson Rodrigues (PODE), Edson da Paiol, e Lucas de Assis Costa (PP), “Lucas do Liceu”.

Mesmo com a oficialização dos nomes, os candidatos ainda não estão autorizados a pedir votos. Pelo calendário do TSE isso só estará autorizado a partir de 16 de agosto, quandocomeça o período de propaganda eleitoral. Quem descumprir a legislação poderá receber multa de R$ 5 mil a R$ 25 mil. 

As eleições acontecem em 2 de outubro, em primeiro turno, e 30 de outubro, se houver segundo turno. Serão disputados os cargos de presidente e vice-presidente da República, governador e vice, senador, deputados federal e estadual.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por