Entrar
Perfil
ELEIÇÕES 2022

O Diário mostra o que os candidatos ao governo do Estado prometem para Mogi

Conheça as principais promessas feitas por Fernando Haddad (PT), Rodrigo Garcia (PSDB) e Tarcísio de Freitas (REP)

Silvia Chimello
01/10/2022 às 07:07.
Atualizado em 01/10/2022 às 11:09

(Danilo Scarpa)

Na reta final da campanha eleitoral, os três candidatos a governador de São Paulo melhores colocados nas pesquisas de intenção de votos - Fernando Haddad (PT), Rodrigo Garcia (PSDB) e Tarcísio de Freitas (REP) - incluíram Mogi das Cruzes em seus roteiros de visitas para se encontrar com apoiadores e apresentar suas propostas para o Alto Tietê. No total são 10 nomes na disputa, mas sete deles não deram as caras por aqui.

O petista e o republicano estiveram duas vezes na cidade durante a campanha. Em uma delas, os dois vieram para se encontrar com apoiadores. Na semana passada, eles retornaram para participar da série de entrevistas realizadas por O Diário e TV Diário. O governador Rodrigo Garcia foi, de longe, o político mais presente na cidade nos últimos meses. No total, fez sete visitas. Quatro delas como governador: duas vezes em abril (5 e 20), uma em junho (24) e outra em julho (20). 

Como candidato, Garcia esteve no lançamento dos concorrentes do Podemos - partido coligado - em evento no Rancho Santa Fé, em César de Souza. No último dia 22, participou das sabatinas promovidas pela TV Diário e escolheu Mogi para encerrar a última semana campanha com caminhada na área central nesta quinta-feira (29). 

Em suas andanças no município, todos fizeram promessas para a cidade. No caso de Rodrigo Garcia, o fato de ter a máquina administrativa nas mãos dá a ele uma vantagem com relação aos demais concorrente. Com a caneta na mão, ele anunciou obras e diversos investimentos para o município e Alto Tietê a fim de resolver alguns problemas que se arrastam há décadas. 

Entre os compromissos assumidos pelos candidatos com Mogi, a melhor notícia é que não vai ter pedágio na Mogi-Dutra. Pelo menos foi o que os três prometeram a O Diário. Eles disseram que são contra a cobrança de taxa na principal via de entrada da cidade, por entenderem que isso poderia atrapalhar o desenvolvimento econômico da região.  

Além de garantir o “cancelamento do pedágio”, Garcia também disse que, se reeleito, vai realizar obras de melhorias na rodovia Mogi-Bertioga e chegou a cogitar um estudo para a sua duplicação. O tucano tem aliados de peso no Alto Tietê pela proximidade que construiu com as lideranças políticas da região. Ganhou o apoio de diversos deputados e de praticamente todos os prefeitos do Alto Tietê, incluindo Caio Cunha (PODE), de Mogi, e Rodrigo Ashiuchi (PL) de Suzano.

Os três apresentaram propostas parecidas no que se refere à reforma das estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), melhorias na malha rodoviária, saneamento básico e despoluição do Tietê. Todos têm também algum tipo de proposta para geração de emprego e programas sociais. 

O candidato do PT, Fernando Haddad - melhor colocado nas pesquisas de intenção para o primeiro turno das eleições -, esteve na cidade no dia 20 de maio, ainda em pré-campanha, para encontro com lideranças e apoiadores na Associação dos Aposentados de Mogi. Na ocasião, ele disse em entrevista a O Diário que está disposto a ampliar a linha da CPTM até Cesar de Souza, se ganhar as eleições. Os principais planos dele estão voltados a projetos de transportes ferroviários. 

Na última visita de Haddad à cidade, na semana passada (22), ele disse que “trilhos vão ser “a obsessão do seu governo”, prometeu reformar as estações de Mogi e criar bilhete único para usuários do transporte público metropolitano.

A primeira vez que Tarcísio de Freitas esteve na região foi no dia 2 de setembro. Ele passou em Arujá e depois veio a Mogi, visitou a Santa Casa e teve reunião de campanha na casa The Blue. Na ocasião, disse que abriria o Pronto-Socorro do Hospital Luzia de Pinho Melo, que desde o início de 2021 só atende pacientes encaminhados por outras unidades de saúde.  

Ao retornar à cidade, no último dia 23, reforçou o compromisso sobre o PS e garantiu que fará isso “imediatamente”, se vencer a disputa, além de prometer recursos para a Santa Casa. Neste dia, seus apoiadores promoveram evento político no Rancho Santa Fé. 

As promessas eleitorais são compromissos assumidos com os eleitores, que devem se basear nelas para fazer sua escolha. Por isso, O Diário apresenta principais promessas feitas por cada um deles. Para acessar, utilize os links a seguir:

 Candidatos ao Governo
Além dos três concorrentes ao Governo do Estado citados nesta reportagem, outros sete nomes estão na corrida pela cadeira no Palácio dos Bandeirantes nas eleições deste domingo.

O primeiro turno da disputa está marcado para 2 de outubro e o segundo, caso seja necessário, será realizado no dia 30 do mesmo mês.

Os candidatos são: Altino Junior (PSTU), 55 anos, maranhense, formado em Matemática e metroviário;  Antonio Jorge (DC), paulista, 69 anos, advogado; Carolina Rejaili Vigliar (UP), paulista, 40 anos, professora ativista e fundadora do Movimento de Mulheres Olga Benário; Edson Dorta (PCO), 50 anos, paulista servidor público federal, que já tentou o cargo nas eleições de 2018; Elvis Cezar (PDT), 46 anos, paulista, ex-vereador e ex-prefeito de Santana de Parnaíba; Gabriel Colombo (PCB), 32 anos, mineiro, engenheiro agrônomo e mestre em ecologia; e Vinicius Poit (Novo), 36 anos, paulista, empresário, administrador e deputado federal. 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2023É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por