Entrar
Perfil
Entrevista

Alvino afirma que PL ajudará a pacificar País e trazer recursos ao Alto Tietê

Partido elegeu 99 deputados federais e terá um papel importante nesse processo de reunificar o Brasil

Silvia Chimello
01/11/2022 às 13:33.
Atualizado em 02/11/2022 às 14:45

O deputado federal do Alto Tietê, reeleito pelo PL, Márcio Alvino, afirma que o momento agora é de reconhecer o resultado das eleições, acalmar os ânimos e focar na unificação do País, que ficou muito dividido nessas eleições. Ele disse que esse vai ser o maior desafio do novo eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que foi o adversário do presidente Jair Bolsonaro (PL) na disputa pela presidência da República. O parlamentar também disse que está otimista com a eleição de Tarcísio de Freitas (REP) para o governo do Estado e acredita que o Alto Tietê vai ter uma atenção especial durante o seu governo.

A avalição do deputado foi feita logo após a divulgação do resultado das eleições do domingo (30), em entrevista aos jornalistas Darwin Valente e Josué Suzuki, que comandaram o programa ao vivo pelo canal de O Diário no YouTube para acompanhar a apuração e repercutir o resultado das eleições (acima acima ou clique aqui).

Segundo Alvino, o Partido Liberal, que elegeu 99 deputados federais, mesmo como oposição, vai ter um papel importante nesse processo de reunificar o Brasil e ajudar a garantir a governabilidade do País. Ele acredita que o atual mandatário aceitará com tranquilidade o resultado das urnas: “O presidente Bolsonaro tem alguns discursos meio inflamados, mas penso que ele vai reconhecer os resultados das urnas, porque são seguras e legitimaram os resultados que a população brasileira escolheu”, declarou.

Encerradas as eleições, de acordo com Alvino, o momento agora é de pensar no País.  “O PL é o maior partido do País hoje e tem uma responsabilidade muito importante com toda a nação. No meu modo de enxergar é se posicionar em umas pautas importantes para geração de emprego e renda, reforma tributária, e as várias reformas que são necessárias para gerar receita e emprego para a nossa população.”

Mesmo com a derrota de Bolsonaro, ele entende que o resultado apertado das eleições, faz com o presidente saia fortalecido dessa eleição. “Hoje tem uma legião de apoiadores que o defende e valoriza todos os avanços que o Brasil teve nesse período em que enfrentamos pandemia e guerra. Foram muitas dificuldades, mas todos nós temos que reconhecer que tivermos grandes avanços”, avalia.

Quanto ao futuro governo Lula, Alvino acredita que ele vai ter “uma oportunidade ímpar de ser um presidente melhor do que foi nos dois primeiros mandatos”. Um dos fatores positivos para ele é o fato de Geraldo Alckmin (PSB) ser o vice-presidente, pela experiência de quatro vezes como governador de SP e pelo tom moderado.

Na opinião dele, o novo governo terá condição de ajudar a colocar o Brasil na rota do desenvolvimento, geração de emprego e não só transferência de renda. “Acho que que a transferência de renda é importante, mas tão importante quanto a transferência de renda é gerar oportunidade. Acho que o Lula vai ter essa oportunidade de ser melhor que já foi. Porque poucos políticos têm essa oportunidade de retornar. E a população brasileira deu essa chance para ele voltar a ser presidente da República, e acho quer ao lado dele, Alckmin vai ter papel importante de levar alguns posicionamentos ao centro.

A eleição de Tarcísio de Freitas para o governo do Estado, também será um peso importante para o PL, que pretende ajudar no “papel de apaziguar e trabalhar em pautas que tragam desenvolvimento e geração de emprego para São Paulo”. O parlamentar alega que Tarcísio “é extremamente preparado”, com grande conhecimento da máquina pública. “Vejo que ele tem uma qualidade muito grande de resolver problema e capacidade para continuar mantendo São Paulo como locomotiva do Brasil."

O Alto Tietê, na avalição de Alvino, deve receber uma atenção especial de Tarcísio, que teve apoio da maioria das lideranças da região. Ele está confiante de que o novo governador vai cumprir com os compromissos assumidos durante a campanha, como a continuidade das obras anunciadas pelo atual governador Rodrigo Garcia (PSDB), como a construção das alças de acessos do Rodoanel para beneficiar Suzano, Itaquaquecetuba, Poá e Ferraz de Vasconcelos, investimentos no Hospital das Clinicas de Suzano, a reabertura do Pronto Socorro do Hospital Luzia de Pinho Melo, de Mogi, entre outras melhorias previstas para a região.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por