Entrar
Perfil
Educação

Mogi pretende zerar filas para creches municipais em 2023

Cidade tem 4.345 inscrições para creches, que estão sendo projetadas para atendimento no próximo ano; Alunos deverão ocupar unidades já existentes e outras que estão construídas.

Larissa Rodrigues
05/09/2022 às 11:03.
Atualizado em 06/09/2022 às 15:56

Mogi das Cruzes tem agora 4.345 matrículas para as creches da cidade (Divulgação/PMMC)

Com o período de matrículas encerrado no dia 5 de agosto, a Secretaria de Educação de Mogi das Cruzes tem agora 4.345 matrículas para as creches da cidade. De acordo com a pasta, há a previsão de atendimento em 2023 de todas as inscrições registradas até o momento, priorizando-se as crianças com idade obrigatória, ou seja, aquelas que completarão 4 e 5 anos em no próximo ano.

A projeção para o próximo ano letivo compreende a reorganização anual das escolas para o início de cada ano, período em que surge um grande número de vagas devido à progressão dos alunos para as próximas etapas de ensino. O atendimento será feito de acordo com a disponibilidade de vagas, incluindo a entrega de novas unidades. Considerando que caso haja vaga remanescente neste ano, o atendimento poderá ser feito ainda em 2022.

Estão sendo construídas duas novas creches na cidade, sendo o CEIM Maurício Chermann, em Jundiapeba, que tem previsão de início de atividades em novembro deste ano. Em fevereiro de 2023, deverá começar a funcionar o CEIM João Gualberto, também em Jundiapeba. No Jardim Aeroporto III, a creche está sendo ampliada e a nova área deverá entrar em funcionamento também em fevereiro de 2023. A Secretaria de Educação também desapropriou uma área no setor do Conjunto do Bosque e está em fase de elaboração de projeto para a licitação

As novas unidades estão sendo instaladas nos bairros em que há maior procura por vagas atualmente, sendo eles Jundiapeba, Jardim Layr, Jardim Aeroporto e Conjunto do Bosque. Em 2022 foi empenhado até o momento R $1.811.551,60 para a construção e ampliação de unidades escolares nesse segmento de ensino. Além do investimento em construção, foi empenhado R$ 1.955.192,75 em modernização, reformas e melhorias estruturais nas unidades de atendimento de educação infantil (creche e pré-escola).

E para dar conta dos equipamentos que estão em construção, novos profissionais deverão ser selecionados. A contratação de professores para 2023, de acordo com a Secretaria, será realizada conforme os quadros escolares e a demanda de alunos para o ano letivo, em detrimento ao quantitativo de professores efetivos, de modo que as classes serão primeiramente ofertadas para os professores que já estão concursados durante o processo de remoção e após estas classes remanescentes deste processo regularão as quantidades de professores a serem contratados conforme a legislação vigente.

Então, a pasta pretende contratar professores para o próximo ano, mas está em momento de projeção de demanda para 2023, e depende desta para prosseguir com tais processos.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por