Entrar
Perfil
MOGI POR DENTRO

Visita a sítios de Cocuera divulga o turismo rural em Mogi

Um grupo de empreendedores e interessados conheceu os sítios Matsuo e Diretim da Roça, que fazem parte de programa de fomento mantido pela Prefeitura Municipal

O Diário
03/06/2022 às 16:06.
Atualizado em 03/06/2022 às 16:09

Projeto divulga visitas a propriedades onde é possível colher frutas no pé, no sistema colhe e pague (Divulgação/Sérgio Martins)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
MOGI POR DENTRO

Visita a sítios de Cocuera divulga o turismo rural em Mogi

Um grupo de empreendedores e interessados conheceu os sítios Matsuo e Diretim da Roça, que fazem parte de programa de fomento mantido pela Prefeitura Municipal

O Diário
03/06/2022 às 16:06.
Atualizado em 03/06/2022 às 16:09

Projeto divulga visitas a propriedades onde é possível colher frutas no pé, no sistema colhe e pague (Divulgação/Sérgio Martins)

Integrante do projeto Mogi Por Dentro, que tem incentivo da Prefeitura de Mogi das Cruzes, a agência de turismo Quintal de Vó realizou o 5° Famtour (familiarization tour) na região de Cocuera, com visitas aos sitios Matsuo e Diretim da Roça.

A iniciativa visa fomentar o potencial do turismo rural no bairro formado por antigas propriedades que têm redirecionado o foco dos negócios para o recebimento de turistas e visitantes em passeios de um ou mais dias. Nestes endereços, o visitante acessa experiências como conhecer as culturas de flores e frutas da cidade e a vida rural.

Na quinta-feira (1), um grupo de empreendedores e parceiros foi recepcionado pelo produtor e engenheiro Oswaldo Matsuo com um café feito no fogão à lenha.

Quitutes foram servidos por Flavio Fernandes, da Belo Jardim, que apresentou bolos típicos da roça, com ingredientes como flores comestíveis. No cardápio, estava um bolo de nêspera, uma fruta cultivada na região rural de Mogi das Cruzes. 

A professora de yoga Monica Machado, da Casa Natural Ser, trouxe o pão do amor, feito com batata doce, farinha integral e sem glúten. Um antepasto de shimeji foi servido pelo produtor de cogumelos Porto Belo, do Sitio Kitagushi.

O café, que só ocorre quando grupos fechados de no mínimo 20 pessoas são agendados, tenta atrair o público para o turismo de trilhas para locais daquela região como o belíssimo mirante Mogi Hakone (902 metros de altitude do nível do mar), templo budista, fruticultura e há a possibildiade de hospedagem para quem desejar passar mais alguns dias.

O anfitrião Matsuo narrou as histórias do local quando os avós dele migraram do Japão para o Brasil. Em 1932, durante o governo do presidente Getúlio Vargas surgia a compra do sitio Hakone, onde a família se instalou, a exemplo de outros vizinhos.

"Naquela época de tempos difíceis", ele conta que os fortes laços de cinco amigos conterrâneos, contribuíram para o desenvolvimento do local. O nome dos integrantes desse quinteto estão  marcados nas rochas encontradas por ali, simbolizando uma amizade verdadeira.

No início, a família Matsuo plantava verduras e legumes, depois partiu para o cultivo de caqui, nêspera, maracujá, jaboticaba, todos sem agrotóxico, segundo ele afirma. Hoje os produtos são vendidos na feira do Alto Ipiranga, ao lado da Mesquita, Mercado do Produtos de Mogi das Cruzes e Ceasa, em São Paulo.

Projeto divulga visitas a propriedades onde é possível colher frutas no pé, no sistema colhe e pague (Divulgação/Sérgio Martins)

A segunda visita ocorreu no sitio Diretim da Roça, do proprietário Rodrigo Cordeiro da Silva. Delícias da roça como bolos de milho, pães, queijos de diversos tipos, frutas e outros produtos estão à disposição dos turistas

Rodrigo Silva levou o grupo para conhecer as produções de lúpulo, morangos, maracujá, assim como as plantas aromáticas e frutas. No local, o plantio não utiliza agrotóxico. Uma das apostas é o sistema "colhe e pague", que é oferecido aos visitantes.

Um outro projeto, o Bora pra Roça é um serviço de turismo rural divulgado pelo proprietário nas mídias sociais. Eventos como arremesso de machado, festa junina, ruralween (versão da festa de holloween), entre outros, estão no calendário do  Diretim da Roça.

O projeto Mogi por Dentro é financiado pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, através da Lei de Incentivo à Cultura e tem o apoio do Grupo Marbor, administradora da Vila Helio.

Além dessa visita ao bairro do Cocuera, o Mogi Por Dentro também já esteve no Memorial Helio Borestein, e em outros distritos da cidade, como Taiaçupeba, Serra do Itapeti, na região da Moralogia, e Quatinga. 

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por