Entrar
Perfil
FIM DO SONHO

Mahindra decide pelo Sul e desiste de fábrica em Mogi

Mogi das Cruzes chegou a concorrer com outras cidades pela preferência para a construção de fabrica; no final de abril, empresa indiana anunciou que construirá nova unidade no Rio Grande do Sul, onde já possui operações

Eliane José
17/05/2022 às 14:35.
Atualizado em 18/05/2022 às 10:13

A Mahindra já possui uma fábrica de máquinas agrícolas na cidade de Dois Irmãos, no Rio Grande do Sul (Reprodução - Mahindra)

Durante a Agrishow de 2022, o diretor-geral da Mahindra no Brasil, Jak Torretta Júnior, anunciou ao portal da feira de negócios que a direção da empresa de máquinas agrícolas decidiu construir a nova fábrica em uma cidade do Rio Grande do Sul, onde já possui plantas industriais. Mogi das Cruzes chegou a disputar com outras cidades as atenções do grupo que estava em busca de um novo endereço no Brasil. 

A decisão final, no entanto, ficou pela aplicação dos investimentos no próprio Rio Grande do Sul, em município que ainda não teve o nome revelado. A cidade de Dois Irmãos já possui fábrica da Mahindra.

A desistência por Mogi das Cruzes,nesse processo já está sacramentada, segundo apurou O Diário.

De acordo com o setor de Comunicação da Mahindra, ainda não foi feito um comunicado oficial sobre a nova fábrica. Por enquanto, a informação se refere à definição sobre o estado brasileiro que irá receber a unidade que integra projeto de expansão das atividades no País.

A direção fábrica de automóveis e caminhões, com sede na Índia, bateu o martelo sobre a permanência no Rio Grande do Sul por questões estratégicas e logísticas.

Nascido em Mumbai, na Índia, em 1945, o grupo está no Brasil com duas plantas fabris, a de Dois Irmãos, e em uma parceria, com a  Atrhol, em Canoas, além de uma rede de concessionárias.

Em Mogi das Cruzes, autoridades chegaram a sonhar com o novo investimento, até algumas semanas antes do início da pandemia. Informações sobre o bom andamento das negociações divulgadas até fevereiro de 2020, incluiam a cidade  no páreo.

A cidade chegou a receber a LM Agro, concessionária da Mahindra para vendas e o atendimento a compradores dos maquinários por ela fabricados.

Em fevereiro, por exemplo, a informação divulgada pelo vereador Pedro Komura (PSDB), que acompanhou a apresentação do portfólio mogiano para o recebimento do novo investimento, era que de a matriz indiana já havia aprovado no nome de Mogi das Cruzes, em função de características como a localização na Região Metropolitana de São Paulo - essa disposição geográfica era tida como fator de relevo na expansão e escoamento dos produtos da empresa.

Com o tempo, no entanto, as negociações foram desarticuladas e, nos últimos dias, a notícia sobre a chegada de mais uma fábrica, no próprio Rio Grande do Sul, mereceu destaque na imprensa especializada na cobertura do agronegócio brasileiro.

(matéria em atualização)

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por