Entrar
Perfil
QUALIDADE DE VIDA

Kimberly-Clark desenvolve programa saneamento e higiene para 2,5 milhões de pessoas

Iniciativa envolve construção de banheiros, educação sobre higiene e acesso à água potável para as comunidades locais mais vulneráveis ​

O Diário
21/11/2022 às 18:09.
Atualizado em 21/11/2022 às 18:30

Programa vinculado a marca Neve, pretende agregar cerca de 1 milhão de pessoas e investir mais de US$ 2 milhões (Divulgação Kimberly)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
QUALIDADE DE VIDA

Kimberly-Clark desenvolve programa saneamento e higiene para 2,5 milhões de pessoas

Iniciativa envolve construção de banheiros, educação sobre higiene e acesso à água potável para as comunidades locais mais vulneráveis ​

O Diário
21/11/2022 às 18:09.
Atualizado em 21/11/2022 às 18:30

Programa vinculado a marca Neve, pretende agregar cerca de 1 milhão de pessoas e investir mais de US$ 2 milhões (Divulgação Kimberly)

A indústria de papel Kimberly-Clark, que tem unidade em Mogi das Cruzes, desenvolve programa global denominado "Banheiros Mudam Vidas", desenvolvido com as ONGs Water For People e Plan International, que consiste em melhorar o acesso às condições básicas de higiene e saneamento para as comunidades rurais latino-americanas mais vulneráveis.

O projeto, vinculado a marca Neve, pretende agregar cerca de 1 milhão de pessoas impactadas entre 2022 e 2023 e investir mais de US$ 2 milhões para que mais pessoas possam ter um banheiro digno – quase dobrando o investimento anual que fez neste programa desde 2015 no qual já investiu mais de US$ 3 milhões e impactou cerca de 2,5 milhões de pessoas.

A empresa observa que em 2013, para ajudar a quebrar paradigmas em torno dos banheiros e tornar o saneamento uma prioridade de desenvolvimento global, as Nações Unidas designaram 19 de novembro como o Dia Mundial do Banheiro, para chamar a atenção do mundo sobre a importância de locais acessíveis e seu papel na melhoria da higiene e da saúde globalmente.   

Um dado interessante revelado pelas Nações Unidas e organização Global Living, mostra que mais pessoas no mundo têm acesso a telefones celulares do que a banheiros. Hoje, quase metade da população mundial, ou seja, 3,6 bilhões de pessoas, carece de saneamento seguro e, todos os dias, mais de 700 crianças menores de 5 anos morrem de diarreia relacionada à falta de água potável, saneamento e falta de higiene.

"Muitas crianças morrem a cada ano de doenças evitáveis ​​e transmitidas pela água", diz Mark Duey, Co-CEO da Water For People. "O investimento da Kimberly-Clark em intervenções de saneamento e higiene em toda a América Latina significa que a educação e a infraestrutura fundamentais, necessárias para manter crianças e famílias saudáveis, ​​estão acontecendo nas comunidades onde são mais urgentes."

Segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), temos um cenário muito preocupante frente à questão no Brasil: 87 milhões de pessoas não dispõem da cobertura da coleta de esgoto.

Com isto em mente, em 2021, o projeto objetivou fomentar visibilidade a este problema, além de tornar real possíveis soluções em todo o país, através do apoio de cinco instituições parceiras: Plan International Brasil, TETO, Redes da Maré, Water.org e Saúde&Alegria. No Brasil desde 2016, "Banheiros Mudam Vidas" já ofereceu acesso a banheiros seguros, água potável e educação sobre higiene para mais de 1 milhão de pessoas. 

Paralelamente e para ajudar a conscientizar sobre a importância de articular iniciativas voltadas para questões de saneamento e higiene, a Kimberly-Clark organizará um Encontro Latino-Americano para o Dia Mundial do Banheiro, que contará com a participação de representantes das ONGs Water For People e Plan International, e será moderado pela jornalista da CNN em espanhol Glenda Umaña.

Documentário

Além disso, a companhia lançará um minidocumentário, por meio de seu canal no YouTube para a América Latina, que explora o problema do acesso à água na região e como o programa "Banheiros Mudam Vidas" teve um impacto positivo nas  comunidades. O minidocumentário pode ser visto no link: Kimberly-Clark América Latina - YouTube.

Neste ano de 2022, o programa "Banheiros Mudam Vidas" completa oito anos beneficiando milhares de pessoas na América Latina por meio de ações locais que levam banheiros, educação sobre higiene e acesso à água potável às comunidades locais mais vulneráveis. A expectativa da Kimberly-Clark até 2030 é impactar um total de 10 milhões de pessoas com os programas de responsabilidade da empresa globalmente.

O minidocumentário, lançado pela empresa, tem como foco a conscientização da população sobre o problema do saneamento na região, bem como o impacto positivo que o programa "Banheiros Mudam Vidas" trouxe. Na América Latina, Banheiros Mudam Vidas beneficiou comunidades em 9 países; graças à associação das ONGs Plan International na Colômbia, Equador, Brasil e El Salvador, e Water For People na Bolívia, Peru, Guatemala, Honduras e Nicarágua. O minidocumentário estreou no último dia 18 de novembro na plataforma YouTube Live.

"Agora, mais do que nunca, o acesso à educação sobre higiene, água potável e saneamento é essencial, e é por isso que na Kimberly-Clark queremos abordar esse problema, para que a sociedade entenda o impacto que isso tem nas comunidades", disse Kenneth Hylton, Diretor de Marketing da Kimberly-Clark América Latina.

"Por meio da empresa, continuaremos acelerando nossos esforços para ajudar as comunidades mais vulneráveis ​​com esse tipo de programa, pois sabemos que nosso negócio está deixando um legado nos países onde atuamos, e que também temos as ferramentas não só para torná-lo visível, mas também para contribuir com esse problema", destacou.

  

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por