Entrar
Perfil
DESENVOLVIMENTO FUTURO

Empresas de TI, têxtil e papel avaliam instalar fábricas em Mogi

Prefeitura comenta decisão da Mahindra e afirma que outros empreendimentos prospectam a instalação de unidades em polos industriais mogianos; nomes e projeção de empregos, porém, não são divulgados

Eliane José
25/05/2022 às 11:51.
Atualizado em 26/05/2022 às 20:52

O secretário Gabriel Bastianelli apresentou, nesta semana, plataforma de cursos para formar trabalhadores (Divulgação/PMMC/Pedro Chavedar)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
DESENVOLVIMENTO FUTURO

Empresas de TI, têxtil e papel avaliam instalar fábricas em Mogi

Prefeitura comenta decisão da Mahindra e afirma que outros empreendimentos prospectam a instalação de unidades em polos industriais mogianos; nomes e projeção de empregos, porém, não são divulgados

Eliane José
25/05/2022 às 11:51.
Atualizado em 26/05/2022 às 20:52

O secretário Gabriel Bastianelli apresentou, nesta semana, plataforma de cursos para formar trabalhadores (Divulgação/PMMC/Pedro Chavedar)

Em resposta sobre a decisão da empresa indiana Mahindra de instalar uma nova fábrica no Rio Grande do Sul, e não em Mogi das Cruzes, como vinha sendo esperado, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Gabriel Bastianelli, por meio de nota, fez um balanço de encontros e conversas com empresas que estudam a possibildiade de instalar novos negócios em Mogi das Cruzes, em endereços de polos industriais como o distrito industrial do Taboão, César de Souza e Braz Cubas. 

Por questões de sigilo empresarial, a resposta não indica quais seriam as empresas, nem as localizações pretendidas e a geração de emprego planejada. Ma s, confirma a manutenção de negociações, o que é um bom sinal nesse atual momento de reorganização dos projetos de expansão e instalação de fábricas e operações após a paralisia do desenvolvimento imposta pela pandemia da Covid-19.

Sobre a notícia divulgada por um dos diretores da Mahindra (e noticiada por O Diário, veja aqui), fabricante indiana que expande a produção de máquinas agricolas no Brasil, Bastianelli afirmou que a Prefeitura "ainda não foi notificada pela empresa sobre a decisão. Por sua excelente localização, privilegiando a logística, pela proximidade aos principais fornecedores e consumidores, Mogi das Cruzes é uma das candidatas à instalação da nova unidade da empresa".

Após a divulgação da nova fábrica da Mahindra, o anúncio movimentou bastidores da cidade, onde a gigante indiana mantém um escritório administrativo. Vereadores como Pedro Komura foi surpreendido com a notícia porque vinha acompanhando encontros entre diretores da fábrica no Brasil e autoridades municipais desde o governo passado, do ex-prefeito Marcus Melo.

Nesses corredores, ainda é mantida a expectativa para o recebimento de uma fábrica da empresa em Mogi, em função da localização estratégica do município mogiano para a distribuição e manutenção dos equipamentos agrícolas.

O que bem por aí

Já a respeito das atividades na pasta do Desenvolvimenot Econômico, na atração de emprego, investimentos e renda para a cidade, o secretário afirma que há diversas empresas com interesse no município.

No entanto, detalhes como nomes não são revelados, segundo responde: "Em razão do sigilo corporativo, não é possível divulgar seus nomes".

Aos interessados em acompanhar essa movimentação para a geração de empregos, o posicionamento do secretário explica que as prospecções são realizadas por "empresas dos setores de tecnologia, têxtil e papel/celulose, que estão avaliando áreas nos distritos do Taboão, Braz Cubas e Cézar de Souza".

De acordo com ele, "as empresas estão na fase de análise de conjuntura e a decisão de incluir Mogi das Cruzes em suas prospecções está, principalmente, por conta das movimentações que a Prefeitura está executando: atualização do zoneamento urbano, modernização das leis de incentivo e programas de formação de mão de obra, configurados especificamente para preencher as necessidades do mercado".

Já a respeito da geração de empregos, a prefeituraa afirma que, esse número, varia "de acordo com o porte e a natureza da produção".

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por