Entrar
Perfil
NOVA TECNOLOGIA

5G pode chegar a Mogi em junho de 2023, veja variáveis para antecipar previsão

Município já aprovou lei que permite instalação de antenas e migração de faixas para a adoção da tecnologia que está chegando, primeiro, a capitais

Eliane José
22/08/2022 às 16:00.
Atualizado em 22/08/2022 às 17:37

Cidade aprovou lei que, entre outras coisas, facilita a instalação de antenas para a chegada do 5G (Divulgação - Pixabay)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
NOVA TECNOLOGIA

5G pode chegar a Mogi em junho de 2023, veja variáveis para antecipar previsão

Município já aprovou lei que permite instalação de antenas e migração de faixas para a adoção da tecnologia que está chegando, primeiro, a capitais

Eliane José
22/08/2022 às 16:00.
Atualizado em 22/08/2022 às 17:37

Cidade aprovou lei que, entre outras coisas, facilita a instalação de antenas para a chegada do 5G (Divulgação - Pixabay)

Cidades com população acima dos 200 mil mil habitantes, caso de Mogi das Cruzes que, segundo a última estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) possuía, até o ano passado, 455,6 mil moradores, deverão receber o 5G a partir de junho de 2023, segundo o cronograma do edital lançado pelo Ministério das Comunicações para a tecnologia de quinta geração para redes móveis e a banda larga. Algumas situações como a capacidade instalada para a migração de faixas para a operação dos 3,5 gigahertz (GHz) podem antecipar essa data. Porém, hoje, não há como cravar quando os usuários com celulares compatíveis com esse sistema serão atendidos no município que, por outro lado, já começou a se preparar ao aprovar, em março passado, lei municipal sobre a infraestrutura de suporte para a Estação Transmissora de Radiocomunicação (ETR) no território mogiano.

Em consulta feita por O Diário à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) nesta segunda-feira (22), a informação recebida é que o uso do 5G com sua potencialidade máxima se dará a partir da liberação para uso na faixa de 3,5 GHz.

Para isso, há um cronograma definido no Edital 5G, que seguirá, no entanto, a conquista de fases como a migração de antenas parabólicas e a desocupação de faixas de transmissão.

Capitais de estados do Norte e Nordeste esperam ser atendidas até 28 de outubro próximo. Depois, será a vez de cidades com outras características - as que somam população acima de 500 mil habitantes estão cotadas para receber o sinal a partir de janeiro próximo. Apesar das datas previstas, é preciso lembrar que nem mesmo o 4G chegou a todo o território nacional.

No caso do 5G, cidades como Mogi das Cruzes - e outras do Alto Tietê, com população acima de 200 mil habitantes, caso de Suzano e Itaquaquecetuba, a previsão é a partir de 30 de junho de 2023 - neste bloco, serão contemplados outros municípios do Alto Teitê, porque o edital prevê que, neste mesmo período, pelo menos 25% dos municípios brasileiros que possuam população de até 30 (trinta) mil habitantes também serão assistidos.

A totalidade das cidades brasileiras deverão ser cobertas até 1º de janeiro de 2026.

Antes disso, há datas específicas como a partir de 28 de outubro de 2022, nas capitais: Recife, Fortaleza, Natal, Aracaju, Maceió, Teresina, São Luís, Campo Grande, Cuiabá, Porto Velho, Rio Branco, Macapá, Boa Vista, Manaus e Belém

Ficará para daqui a dois anos, a chegada do 5G às cidades com população igual ou maior de 100 mil habitantes e em pelo menos 50% (cinquenta por cento) dos municípios brasileiros que possuam população de até 30 (trinta) mil habitantes.

A promessa é atingir, a partr de 30 de junho de 2025, em pelo menos 75% (setenta e cinco por cento) dos municípios brasileiros que possuam população de até 30 (trinta) mil habitantes;

Explicação

A Anatel explica em resposta a este jornal que, "o início do uso do 5G na faixa de 3,5 GHz se dará em todas as capitais de estados e no Distrito Federal a partir de 28 de outubro de 2022. No entanto, de acordo com as regras do Edital do 5G, o início do uso pode ser antecipado caso sejam atendidas as condições necessárias, que consistem no início das atividades associadas à migração das parabólicas para a banda Ku (campanha de comunicação e distribuição de kits) e na conclusão das atividades associadas à desocupação da faixa de 3.625 MHz a 3.700 MHz e à mitigação de interferências na faixa de 3.700 MHz a 4.200 MHz. Essas atividades são realizadas pela EAF ("Siga Antenado"), entidade criada para isso por determinação do Edital 5G. A ordem de execução dessas atividades segue critérios técnicos e logísticos, definidos pela EAF ("Siga Antenado"), que permitam cumprir a data definida no Edital 5G".

Nesse sentido, cidades como Mogi das Cruzes, que já estão com a legislação aprovada, buscaram se adequar para serem atendidas. Projeto de lei de autoria do prefeito Caio Cunha (PODE)  sobre esse assunto foi aprovado pela Câmara. Segundo o poder executivo,  com a nova lei, "o município vai poder instalar um número significativamente maior de estações de rádio base (antenas) para cobrir todas as áreas urbanas, sem necessidade de autorização ambiental em área urbana em casos que não envolvam supressão significativa de vegetação ou instalação em áreas de preservação, podendo desta forma reduzir o deficit de conectividade existente atualmente e que poderia aumentar ainda mais com a chegada da nova geração, o 5G, que precisa desses investimentos".

Antecipação

Como algumas cidades brasileiras já possuiam tais condições técnicas, houve uma antecipação do atendimento. Foi o caso de João Pessoa, Belo Horizonte e Porto Alegre a partir de 29 de julho.

Houve antecipação em Salvador, Goiânia e Curitiba o 5G, capitais liberadas ontem (16/08). RJ, Vitória, Florianópolis e Palmas serão liberadas em breve.

Alerta

A Anatel também menciona, como destaque, que o Edital do 5G, " prevê a possibilidade de postergação da liberação por decisão do Conselho Diretor da Anatel, desde que sejam constatadas dificuldades técnicas no atendimento das mencionadas condições necessárias por parte da EAF ("Siga Antenado").

Segundo a agência nacional, ainda, as vencedoras dos lotes nacionais têm até 28 de novembro para efetivamente ativar o serviço.

Nesse endereço é possível acompanhar o andamento do cumprimento da instalação do serviço no Brasil (acesse aqui https://www.gov.br/anatel/pt-br/assuntos/5G)

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por