Entrar
Perfil
PRIMEIROS PASSOS

Parque Airton Nogueira recebe redes de água e esgoto em Mogi

A Prefeitura de Mogi já possui a licença ambiental da Cetesb e aguarda aprovação do plano de afugentamento de animais para iniciar serviços internos do equipamento de lazer e esporte

O Diário
06/04/2022 às 17:24.
Atualizado em 06/04/2022 às 21:54

Quem passa pela ponte do Rodeio, na rua Antônio Almeida, acompanha obras para a construção do Parque Airton Nogueira (Divulgação/PMMC)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
PRIMEIROS PASSOS

Parque Airton Nogueira recebe redes de água e esgoto em Mogi

A Prefeitura de Mogi já possui a licença ambiental da Cetesb e aguarda aprovação do plano de afugentamento de animais para iniciar serviços internos do equipamento de lazer e esporte

O Diário
06/04/2022 às 17:24.
Atualizado em 06/04/2022 às 21:54

Quem passa pela ponte do Rodeio, na rua Antônio Almeida, acompanha obras para a construção do Parque Airton Nogueira (Divulgação/PMMC)

Quem passa pela avenida Antônio de Almeida, entre o Rodeio e o Nova Mogilar, começou a acompanhar os serviços para a instalação das redes de água e esgoto do Parque Airton Nogueira. Desde a semana passada, máquinas e homens são vistos no local que irá se transformar em mais uma opção para lazer, entretenimento e esporte na região que ganhará um outro parque e verá o Centenário ser ampliado na outra margem direita do rio Tietê.

Os dois sistemas de água e esgoto serão conectados às respectivas redes já existentes na rotatória do Rodeio.

Carregando...

Com investimento de R$ 10.826.671,34, o parque terá 139.478,04 metros quadrados e sua construção faz parte do Programa Viva Mogi.

A assinatura para o início da execução desse projeto foi feita em dezembro de 2020, ainda no governo do ex-prefeito Marcus Melo, quando esse projeto tinha o nome de +Mogi EcoTietê. Desde então, a Prefeitura vinha trabalhando para a obtenção do licenciamento ambiental e as obras internas ainda dependem de ações como a execução de um plano para afugentar animais que circulam pela região.

O parque contará com campo de futebol, quadras de areia, quadra poliesportiva, quadra de tênis, mini quadra de basquete, parcão (espaço destinado a pets), pergolados, Academia da Terceira Idade (ATI), playground, praça de convivência, parkour, paisagismo, drenagem, reservatório de água, pista de caminhada e ciclovia.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes já possui a licença ambiental da Cetesb e aguarda a aprovação do plano de afugentamento de animais. Enquanto isso, a Secretaria de Infraestrutura Urbana inicia as obras externas. 

O secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, Claudio de Faria Rodrigues, explica que as obras estruturantes do Viva Mogi incluem intervenções nas áreas de saneamento ambiental, mobilidade urbana e sustentabilidade, com investimento total de R$ 350 milhões, financiados pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

“A reforma e ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto, em Cezar de Souza, já teve início, assim como a construção do Parque Ayrton Nogueira, no Rodeio. A partir de agora veremos na prática o avanço das obras do Viva Mogi. São intervenções de grande porte e que trarão melhorias significativas na qualidade de vida dos mogianos, além de transformações na paisagem urbana de Mogi das Cruzes”, observa.

A obra de ampliação da capacidade da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de César de Souza, localizada ao lado do Parque Centenário, teve início em março. A secretária-adjunta de Infraestrutura Urbana, Leila Alcântara, explica que, após a conclusão dos estudos geológicos, topográficos e projetos estruturais, a obra foi iniciada com os serviços de fundação. Com investimento de R$ 32.637.774,45, o trabalho permitirá que a estação aumente sua capacidade de tratamento, que passará para 460 litros de esgoto por segundo.

O Consórcio ETE Leste Mogi, formado pelas empresas Azevedo e Travassos e Infracon Engenharia e Comércio, é o responsável pela obra, cujo prazo de execução será de 36 meses. Atualmente funcionários e máquinas trabalham na perfuração, armação e concretagem das estacas da fundação do novo tanque.

Corredor Nordeste

Outra obra do Programa Viva Mogi está a caminho. A Prefeitura de Mogi das Cruzes receberá, no próximo dia 4 de maio, a partir das 9h30, a documentação das empresas interessadas em participar da concorrência pública internacional para a elaboração do projeto executivo e execução das obras do sistema viário do Corredor Nordeste.

O valor estimado do contrato para a execução dos serviços é de R$ 123.676.125,43, com previsão de execução em 36 meses.

O recebimento do envelope relativo à documentação ocorrerá no Departamento de Gestão de Bens e Serviços da Prefeitura (avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 277 – 1º andar).

O Corredor Nordeste prevê a execução do trecho entre as avenidas João XXIII e Francisco Rodrigues Filho com a Pedro Romero, incluindo a construção de um viaduto sobre a linha férrea, no distrito de Cezar de Souza.

O secretário Claudio de Faria Rodrigues explica que a nova via deve conectar a avenida Yoshiteru Onishi com a Francisco Rodrigues Filho e também com a João XXIII. Em outro trecho, ligará a mesma avenida Francisco Rodrigues Filho com a Vereador Dante Jordão Stoppa, criando uma nova rota de entrada e saída de Cezar de Souza. O projeto também prevê uma rota mais rápida para acessar a avenida Catarina Carrera Marcatto. Com isso, o trânsito de entrada e saída no distrito, hoje limitado a duas avenidas, será desafogado.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por