Entrar
Perfil
EM SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

Audi retoma produção no Brasil com Q3 e Q3 Sportback

Os modelos chegarão no porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

O Diário
31/12/2021 às 06:59.
Atualizado em 31/12/2021 às 06:59

EXPECTATIVA Tanto o Q3 como o Q3 Sportback serão equipados com motorização 2.0 litros turbo de 231 cv de potência e tração integral quattro (Divulgação)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
ENTRAR
EM SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

Audi retoma produção no Brasil com Q3 e Q3 Sportback

Os modelos chegarão no porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

O Diário
31/12/2021 às 06:59.
Atualizado em 31/12/2021 às 06:59

EXPECTATIVA Tanto o Q3 como o Q3 Sportback serão equipados com motorização 2.0 litros turbo de 231 cv de potência e tração integral quattro (Divulgação)

A Audi do Brasil confirma a retomada da produção em sua fábrica de São José dos Pinhais, no Paraná, a partir de meados de 2022. Os modelos escolhidos para a linha de montagem brasileira são o Audi Q3 e o Audi Q3 Sportback, ambos com motor 2.0 e a tração quattro. A produção do Q3 com motor 2.0 em suas duas carrocerias será feita em uma linha de montagem exclusiva, a mesma que produziu a geração anterior do SUV até 2019. Os modelos chegarão no porto de Paranaguá divididos em conjuntos de peças e partes vindos da fábrica de Györ, na Hungria, para a montagem em solo brasileiro.

Os Audi Q3 e Audi Q3 Sportback nacionais terão o já consagrado motor 2.0 TFSI gasolina de quatro cilindros com injeção direta e turbo, que entrega 231 cavalos de potência e 340 Nm de torque. Além disso, a produção marcará dois fatos inéditos: será a primeira vez que a Audi montará um modelo com a tração quattro no País e a primeira vez que irá equipar uma transmissão tiptronic de oito velocidades a um veículo com motor transversal, que proporciona rápidas e confortáveis trocas de marchas.

Carregando...

(Divulgação)

Desde seu lançamento em fevereiro de 2020, o novo Audi Q3 virou referência em seu segmento e se tornou o veículo mais vendido da marca no Brasil já em seu primeiro ano. O modelo incorpora a nova linguagem de design da família Q, apresentada no Brasil com o Audi Q8. Na parte frontal, um dos principais destaques é a grade Singleframe com desenho octogonal. O interior complementa o projeto do exterior e segue a tendência dos modelos topo de linha da marca. 

Assim como nos A6, A7 e Q8, os novos Audi Q3 trazem como elemento central o novo conceito do sistema multimídia com display de 8,8 polegadas sensível ao toque integrado ao painel, que é inclinado em 10 graus em direção ao motorista, ergonomicamente bem localizados. O volante com comandos para trocas manuais de marchas é item de série.

Outro destaque é a divisão de espaço altamente variável: os bancos traseiros são corrediços de série e podem ser movidos para frente em 150 milímetros na Q3 e 130 milímetros na Q3 Sportback. E o porta-malas merece um capítulo à parte: tanto o Q3 quanto o Q3 Sportback possuem 530 litros, o maior volume da categoria. Com os encostos totalmente rebatidos, o volume salta para 1.525 litros no Q3 e 1.400 litros no Q3 Sportback. A lista de equipamentos completa e os valores serão divulgados em breve em conjunto com o início da pré-venda.

A história de fabricação nacional da Audi no Brasil teve início em 1999 com a inauguração da unidade de São José dos Pinhais, no Paraná, onde foram produzidos os Audi A3 de primeira geração nacionais até 2006. Em 2012 o governo brasileiro instituiu o Inovar-Auto, Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, e com ele a Audi do Brasil decidiu produzir no País novamente. Para concretizar a decisão, a empresa investiu cerca de 150 milhões de euros, valor próximo de R$ 500 milhões à época, na unidade paranaense.

(Divulgação)

A produção teve início em 2015 com o A3 Sedan - até hoje o único modelo com motor flex feito pela Audi em todo o mundo - e, em 2016, passou a produzir também o Q3. A fabricação do SUV seguiu até 2019, com o fim do ciclo de vida da geração anterior, enquanto o A3 Sedan foi fabricado até 2020, também com o fim do ciclo de vida da geração.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por