Entrar
Perfil
MUDANÇA

NGK passará a se chamar Niterra a partir de 2023

Empresa que mantém unidade em Mogi das Cruzes anuncia mudança e afirma que alteração atende à expansão do seu portfólio de negócios

O Diário
14/07/2022 às 16:35.
Atualizado em 14/07/2022 às 16:42

NGK anuncia a mudança de nome a partir de abril de 2023 - empresa passará a se chamar Niterra (Divulgação)

A NGK Spark Plug, líder global no mercado de velas de ignição, anuncia a decisão de seus acionistas por mudar o nome do grupo em inglês para Niterra. O novo nome – que entrará em vigor no início do próximo ano fiscal, em 1º de abril de 2023 –, segundo anuncia a empresa, "reflete a jornada da companhia pela expansão contínua de seus negócios, alinhada às transformações em curso na indústria automotiva". A empresa cumpre um projeto de diversificação de seu portfólio de negócios.

Ao combinar as palavras latinas niteo e terra, que significam, respectivamente, "brilhar" e "planeta terra", o nome Niterra busca expressar "o comprometimento do grupo em contribuir tanto para uma sociedade mais sustentável quanto para um planeta mais brilhante", afirma a empresa.

Enquanto Niterra será o nome global, as marcas NGK (componentes automotivos) e NTK (sensores e ferramentas de corte) serão mantidas para os respectivos negócios.

Desde a fundação do grupo, em Nagoya, no Japão, em 1936, a NGK Spark Plug é reconhecida como sinônimo de velas de ignição e se posiciona como líder mundial no mercado. A linha de negócios relacionada a motores de combustão interna, contudo, compreende uma parcela da companhia, que também alcançou êxito significativo em outras áreas, como sensores e cerâmicas técnicas.

A mudança do nome para Niterra visa "ratificar a postura do grupo em edificar o futuro expandindo seu portfólio de negócios, solidificando-se como uma empresa em expansão ambientalmente sustentável, conforme o Plano de Gestão de Longo Prazo NGK Spark Plug 2030, que estabelece a direção da organização em quatro diferentes segmentos: Mobilidade; Medicina; Meio Ambiente & Energia; e Comunicações".

Para Yuki Izuoka, presidente da NGK do Brasil, Niterra representa um marco na história do grupo, que amplia os seus esforços para dar ainda mais prioridade à sustentabilidade na operação dos negócios. "Cada vez mais precisaremos considerar o meio ambiente em toda tomada de decisão para proporcionar contribuições ao planeta e agregar novo valor às próximas gerações para além de sermos líderes globais", declara o executivo.


Sobre a NGK

Fundada em 1936, em Nagoya, no Japão, a NGK é a maior fabricante e especialista mundial em velas de ignição, com forte presença em todos os continentes.

No Brasil, a empresa atua há mais de 60 anos, conta com aproximadamente 1.300 funcionários e tem uma fábrica com 625 mil m2 em Mogi das Cruzes, SP.

A empresa – detentora das marcas NGK (componentes automotivos) e NTK (sensores e ferramentas de corte) – disponibiliza em seu site dezenas de opções de cursos online para mecânicos e aplicadores de produtos. Para mais informações, acesse: http://www.ngkntk.com.br/.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por