Entrar
Perfil
AÇÃO EM REDE

Elgin investe R$ 5 milhões em painéis fotovoltaicos e economiza 44%

Inaugurada em 1952, na cidade, para produção de máquinas de costura, a primeira fábrica da Elgin atualmente produz sistemas de refrigeração comercial e industrial, além de abrigar um centro de distribuição

Carla Olivo
26/03/2022 às 07:13.
Atualizado em 30/03/2022 às 16:06

Fábrica da Elgin em Mogi das Cruzes recebe painéis fotovoltaicos (Foto: divulgação)

Com foco na preservação ambiental, a fábrica de Mogi das Cruzes e primeira da Elgin, inaugurada em 1952, planeja economizar até 44% da energia elétrica contratada da concessionária EDP. A diminuição no consumo deve resultar do investimento de cerca de R$ 5 milhões para instalação de painéis fotovoltaicos na unidade de sistemas de refrigeração comercial e industrial, no distrito de César de Souza. Outra meta da empresa, que neste ano completa sete décadas no mercado, é usar o modelo implantado como caso de sucesso para possíveis clientes.

Ao todo são 5,6 mil painéis instalados nos telhados da empresa para consumo de toda a unidade. Segundo a Elgin, o sistema é capaz de suprir 100% da energia consumida pela fábrica, mas há contrato com a EDP de 1.8 MW, portanto, pela modalidade contratada da concessionária, 44% é o máximo que a fábrica pode instalar. 

Elgin tem tradição em Mogi das Cruzes (Foto: divulgação)

O próximo investimento será na fábrica instalada em Manaus, no Amazonas, que também contará com o sistema fotovoltaico. Atualmente, a Elgin tem obras em 17 estados do Brasil, instalações de 600W a 5MW e nível de problemas menor que 0,5%. 

A empresa atua no mercado de microgeração, com projetos até 75KW, que caracterizam instalações residenciais e comerciais de baixo porte, com uma rede de mais 300 integradores no Brasil, trabalhando no mix de produtos, com ar-condicionado e solar. Entrou no mercado de grande porte, com pretensão de atuar em projetos de até 1MW.

Para se ter uma ideia deste nicho, recentemente, a consultoria Bloomberg New Energy Finance apontou que o Brasil deve receber quase US$ 100 bilhões em investimentos em energia solar até 2040. Com isso, a fonte fotovoltaica, antigamente ignorada por causa de seu alto custo de implantação, é agora uma realidade no país e seu crescimento vem aumentando a competitividade no setor.

De olho nesta tendência, a Elgin lançou uma plataforma online de comercialização de kits de energia solar para conectar os consumidores finais e empresas, que contam com uma calculadora capaz de auxiliar a projeção de um telhado fotovoltaico para reduzir a conta de luz em até 95% em residências, comércios, indústrias e propriedades rurais.

Distribuidora de equipamentos fotovoltaicos e provedora de soluções nas áreas de climatização, refrigeração, iluminação, automação e costura, a Elgin oferece, como uma das funcionalidades do ecommerce, a possibilidade de faturamento direto ao consumidor final nas vendas realizadas pelas empresas parceiras, que atuam como integradoras e instaladoras. 

Para projetar o telhado fotovoltaico no novo canal de vendas, com funcionamento 24 horas por dia, o interessado precisa acessar a calculadora da plataforma e inserir o gasto médio mensal da conta de luz, a região onde pretende instalar o sistema e o tamanho aproximado da área que receberá os painéis solares.  
No caso das empresas de projetos e instalação, a Elgin criou um sistema otimizado de busca de equipamentos para facilitar e orientar sobre as melhores configurações de kits solares com o objetivo de atender a cada projeto específico. Desta forma, para este público, o ecommerce oferece mais de 6 mil itens na galeria.  

Há também um sistema para consultas de comissões de venda conjunta, que permite às empresas parceiras o cadastramento de seus clientes finais, sem depender do consultor a qualquer hora dia e em qualquer dia da semana. 

Desta forma, pelo ecommerce da Elgin, é possível fazer acompanhamento e rastreio de entregas dos pedidos. A plataforma traz um portal de informações com promoções e campanhas, para que a empresa parceira possa acompanhar novidades, ofertas e lançamentos de produtos. Também estará disponível uma galeria de documentos técnicos para download.  

Segundo Glauco Santos, diretor da divisão de energia solar da Elgin, o objetivo principal do ecommerce é tornar o processo de negociação mais fácil e ágil para o integrador solar. “Sabemos que o tempo desse profissional está se tornando cada vez mais escasso, por esse motivo, acreditamos que o nosso novo canal de vendas será um grande aliado para otimizar o dia a dia dessas empresas”, destaca.

Empresa 

Inaugurada em 1952, na cidade, para produção de máquinas de costura, a primeira fábrica da Elgin atualmente produz sistemas de refrigeração comercial e industrial, além de abrigar um centro de distribuição de equipamentos de ar-condicionado e sistemas fotovoltaicos. Ao longo destas sete décadas, a empresa diversificou a atuação no mercado e hoje possui grande variedade de produtos para uso comercial e residencial, nos segmentos de climatização, refrigeração, iluminação, automação comercial, informática, telefonia e energia solar, sempre focada no bem-estar das pessoas e na preservação ambiental, agregando às linhas de produtos, atributos sustentáveis que colaboram com metas de redução de emissão de poluentes e baixos níveis de consumo de energia.

Elgin

- 70 anos no mercado
- mais de 12 mil produtos para uso comercial e residencial
- 1 mil colaboradores
- R$ 5 milhões de investimento em 5,6 mil painéis fotovoltaicos
- 44% de economia da energia elétrica contratada da concessionária EDP
- Exportações: Argentina, Colômbia, México, Chile, Peru, Equador, Bolívia e outros países
Setor: ar-condicionado, automação comercial, energia solar, escritório, iluminação, mídias, informática, pilhas e carregadores, refrigeração, segurança, telefonia, eletroportáteis e costura

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por