INFORMAÇÃO

Câmara vai comprar placas e medalhas para homenagens

MEMÓRIA Busto do ex-prefeito suzanense, Pedro Miyahira, é inaugurado na Praça Sol Nascente, homenageando também o Centenário da Imigração. (Foto: Wanderley Costa/Divulgação)

Edital prevê aquisição por meio de pregão, no próximo dia 2 de julho

A Câmara Municipal de Mogi das Cruzes está prestes a gastar algo em torno de R$ 37,7 mil na compra de diferentes tipos de medalhas e placas a serem distribuídos a homenageados durante a atual legislatura. A aquisição será feita por meio de pregão, valendo o menor preço por item. O edital divulgado ontem prevê registro de preços para aquisição de tais produtos e estabelece ainda que as quantidades estimadas não obrigam a Administração ao seu consumo, “podendo, inclusive, oscilar para mais ou menos os materiais registrados.” Quem se dispõe a acessar o Portal da Transparência do Legislativo fica sabendo que estão previstas as compras de seis Medalhas Tiradentes, ao custo unitário de R$ 655,50 cada, totalizando R$ 3.933; dez Medalhas Zumbi dos Palmares, ao valor de R$ 589 cada, perfazendo R$ 5.890. E tem mais: a Medalha do Atirador do Ano custará R$ 589, enquanto as 10 Medalhas de Destaque Esportivo custarão R$ 6.175 (valor unitário de R$ 617,50). Já as sete Medalhas do Mérito de Saúde deverão consumir R$ 3.675,50 (R$ 522,50 cada), enquanto 100 Medalhas de Honra ao Mérito custarão em torno de R$ 3.752 (R$ 37,52 cada uma). Já a previsão de aquisição de 150 placas de aço escovado de 12 cm, ao custo de R$ 68,90 cada, deverá ficar em R$ 10.335; e, por fim 28 placas de aço escovado do tipo A4, valendo R$ 121,60 cada, irão custar R$ 3.404,80. Ao todo, deverão ser gastos R$ 37.736,30, valor que poderá, como diz o edital, oscilar para cima ou para baixo, dependendo da quantidade a ser adquirida e dos preços a serem exigidos pelos fabricantes. Os valores expostos no edital não são definitivos, pois correspondem aos preços médios de cada item levantados pela própria Câmara. O gasto final será definido a partir do dia 2 de julho, às 9h30, quando ocorrerá o pregão na sede do Legislativo mogiano. Depois disso, haja homenagem!

Denúncias
O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo já disponibiliza em seu site o sistema Denúncia On-Line, que recebe denúncias relativas a propaganda eleitoral de rua, antecipada ou irregular, por meio de reclamações de qualquer ponto do Estado. Registrado no sistema do TRE, o caso é encaminhado ao juiz da zona eleitoral onde houve a propaganda. Caso a irregularidade seja confirmada, a autoridade notificará o responsável para a retirada em 48 horas. A denúncia deve ser registrada por meio do endereço www.tre-sp.jus.br/eleicoes/eleicoes-2018/denuncia-online

Ecologia
A vereadora Fernando Moreno (PV) promove mais dois debates sobre o tema “Bem-Estar Animal”, na Câmara, às 15 horas, para completar o Junho Verde. Amanhã, o tema será “maus tratos aos animais”,com participação de integrantes da Polícia Ambiental e da Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB de Mogi; no dia 28, o assunto será “animais silvestres”, abordado pelo médico veterinário Jefferson Leite.

Empenho
A propósito do assunto, não se tem conhecimento do envolvimento mais objetivo da vereadora Moreno em favor da implantação em Mogi das Cruzes do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), algo que vem sendo defendido, de maneira quase solitária, pelo veterinário Jefferson Leite. Fernanda tem se limitado a pedir informações ao prefeito sobre o assunto, o que, convenhamos, ajuda muito pouco a resolver de vez a questão.

Na UMC
Segurança pública será o tema da palestra que o ex-delegado geral do Estado de São Paulo, Mauricio Freire, deverá realizar, durante a tarde de hoje, no Centro Cultural da Universidade de Mogi das Cruzes. Freire, que atuou como piloto de helicóptero da Polícia paulista, deverá abordar casos que repercutiram na área e debater possíveis soluções para a atual falta de segurança na Cidade e Região. O evento acontecerá no horário das 13h30 às 17h30.

Cotidiano

MEMÓRIA Busto do ex-prefeito suzanense, Pedro Miyahira, é inaugurado
na Praça Sol Nascente, homenageando também o Centenário da Imigração. (Foto: Wanderley Costa/Divulgação)

Frase
No Brasil, a política se resume em não deixar a onça com fome, nem o cabrito morrer.
Sérgio Porto, o Stanislaw Ponte Preta (1923-1968), cronista, escritor, jornalista, radialista e compositor brasileiro


Deixe seu comentário