O procurador-geral de Justiça, Mario Sarrubbo, presidirá, a partir das 15 horas desta segunda-feira (8), encontro virtual com alguns membros do gabinete de crise da covid-19 do MPSP, alguns integrantes do Comitê de Contingência do governo estadual e líderes religiosos para examinar o decreto que autoriza a realização de reuniões presenciais de fiéis das diversas confissões neste momento de recrudescimento da pandemia.

Em Mogi das Cruzes, o decreto da Prefeitura retira a igreja de atividade essencial. 

Desde sábado, em todas as regiões do Estado está vigorando a fase vermelha, classificação do Plano São Paulo em que apenas as atividades consideradas essenciais podem ser realizadas.

Sarrubbo pretende discutir diversos cenários, incluindo o da volta à exclusão de celebrações, cultos e demais encontros de caráter religioso do rol de atividades essenciais durante a fase vermelha.