MENU
BUSCAR
CASO HENRY

Monique Medeiros, mãe do menino Henry, testa positivo para Covid-19

Monique fará o tratamento internada em hospital penal

Agência EstadoPublicado em 20/04/2021 às 15:16Atualizado há 23 dias
Foto: divulgação / Tânia Rego / Agência Brasil

Presa temporariamente por suposta participação na morte do filho, Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, testou positivo para covid-19 nessa segunda-feira, 19. Com isso, ela ficará internada no hospital penitenciário.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Monique solicitou atendimento médico e foi encaminhada ao Hospital Penal Hamilton Agostinho, no complexo de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio. Após fazer exames, Monique foi diagnosticada com a covid-19. Segundo a Seap, por ora, ela seguirá internada para realizar acompanhamento médico.

A mãe de Henry estava cumprindo prisão temporária no Instituto Penal Ismael Sirieiro, em Niterói, no Grande Rio. No primeiro depoimento que prestou à polícia, ela negou saber de agressões ao filho. Ela foi desmentida pela Polícia Civil, que encontrou mensagens em seu celular indicando conhecimento das agressões que seu namorado, o médico e vereador Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho, praticava contra Henry. Ele também foi preso temporariamente, na semana passada. As defesas dos dois negam as acusações.

Em Mogi

Neste ano, entre janeiro e o último dia 15 de março, 192 crianças e adolescentes foram vítimas de violência em Mogi das Cruzes. No ano passado, esse número foi de 2.051, segundo aponta a Secretaria Municipal de Saúde, que reúne os dados surgidos de notificações compulsórias feitas por serviços que atendem casos de agressões físicas ou psicológicas, ou de outros tipos de crime, como o que matou o garoto Henry Borel, no Rio de Janeiro .

ÚLTIMAS DE Brasil