Entrar
Perfil
MUNDO ANIMAL

Dupla de elefantes é transportada da Argentina para santuário no Brasil

Mãe e filha, Pocah e Guillermina viveram por décadas em um recinto subterrâneo no Ecoparque de Mendoza

Agência O Globo
09/05/2022 às 17:34.
Atualizado em 09/05/2022 às 17:34

Elefantes serão transportadas para o Brasil (Reprodução - Redes Sociais)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
MUNDO ANIMAL

Dupla de elefantes é transportada da Argentina para santuário no Brasil

Mãe e filha, Pocah e Guillermina viveram por décadas em um recinto subterrâneo no Ecoparque de Mendoza

Agência O Globo
09/05/2022 às 17:34.
Atualizado em 09/05/2022 às 17:34

Elefantes serão transportadas para o Brasil (Reprodução - Redes Sociais)

Transferidas do Ecoparque de Mendoza, na Argentina, para o Santuário dos Elefantes (SEB), no Mato Grosso, as elefantes Pocha e Guillermina estão sendo transportadas para o Brasil após uma campanha para arrecadar o dinheiro para pagar a alimentação das fêmeas ter sido lançada pelo próprio SEB. As duas deixaram Mendoza neste sábado e a viagem até está programada para durar 5 dias.

"Um dos grandes custos diários do SEB é com a rica alimentação oferecida aos elefantes: proporcionamos produtos de alta qualidade como feno, frutas, legumes, grãos, melaço, entre outros. Como cuidamos de elefantes, a quantidade necessária de alimento é muito grande", explica, em nota, o SEB, que aponta ainda que o dinhero arrecadado deverá ser suficiente para pagar dois meses de comida do animais.

Cerca de R$ 10 mil dos R$ 50 mil pedidos pelo Santuário já foram obtidos por meio de doações.

As duas fêmeas asiática são mãe e filha. Segundo o SEB, que fica localizado em Chapada dos Guimarães, a 65 quilômetros de Cuiabá, Pocah tem 55 anos e viveu em Mendoza desde 1968, quando chegou a América do Sul vinda da Alemanha. Guillermina, que tem 22 anos, nasceu no Ecoparque de Mendo e nunca saiu de lá até esta semana.

Durante todos esses anos, a residência de mãe e filha era um recinto subterrâneo. Em nota, o Santuário descreveu Pocah e Guillermina como dotadas de "uma forte alegria de viver".

As duas passaram por um processo de adaptação para que pudessem realizar a longa viagem até o Brasil em caminhões:

— Já nos contêineres, Pocha e Guille passam seus últimos minutos no Ecoparque, preparados para iniciar sua jornada até o Santuário. Destaco a reação positiva que elas demonstraram durante essas horas para que a operação fosse bem-sucedida — disse o secretário de Meio Ambiente de Mendoza, Humberto Mingorance, em publicação nas redes sociais, poucos instantes antes da partida da dupla do Ecoparque.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por