Entrar
Perfil
EDUCAÇÃO

Diretor responsável pela realização Enem anuncia demissão do cargo

Em pedido de exoneração, Anderson Oliveira, que apoiou servidores descontentes com presidente do órgão, ressaltou compromisso com "robustez técnica" dos trabalhos.

Agência O Globo
25/01/2022 às 08:44.
Atualizado em 25/01/2022 às 08:45

A exoneração deve ocorrer nesta semana e Oliveira deverá ser cedido para outro órgão (Luís Fortes - MEC)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
EDUCAÇÃO

Diretor responsável pela realização Enem anuncia demissão do cargo

Em pedido de exoneração, Anderson Oliveira, que apoiou servidores descontentes com presidente do órgão, ressaltou compromisso com "robustez técnica" dos trabalhos.

Agência O Globo
25/01/2022 às 08:44.
Atualizado em 25/01/2022 às 08:45

A exoneração deve ocorrer nesta semana e Oliveira deverá ser cedido para outro órgão (Luís Fortes - MEC)

Após oito meses à frente da Diretoria de Avaliação da Educação Básica (Daeb), responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), Anderson Soares Furtado Oliveira pediu demissão do posto. A saída faz parte de uma série de trocas em cargos de comando e de coordenação do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) após a finalização dos trabalhos relacionados ao Enem 2021, marcado por uma crise que levou um grupo de 37 servidores a entregar seus cargos em comissão.

Oliveira, que é servidor de carreira do Inep, é o sexto titular da Daeb nomeado pelo governo de Jair Bolsonaro. Média é de um diretor a cada seis meses. Ele vem tentando deixar o posto há algum tempo, em meio a embates com o alto comando do instituto, inclusive com o presidente, Danilo Dupas. A exoneração deve ocorrer nesta semana e ele deverá ser cedido para outro órgão.

Carregando...

No pedido de demissão, ao qual O Globo teve acesso, Oliveira afirma que o motivo de sua saída é "exclusivamente de ordem pessoal", mas ressalta que seu compromisso no cargo foi assegurar "robustez técnica aos trabalhos". O diretor se colocou em defesa da autonomia dos servidores, na crise interna deflagrada ano passado após relatos de interferência em questões do Enem.

"Declaro que meu compromisso à frente dessa diretoria foi de assegurar a robustez técnica dos trabalhos, bem como me dedicar para  garantir o direito a educação de  qualidade, equitativa e inclusiva, consequentemente, produzir o  impacto  social. Além de trabalhar para o fortalecimento institucional que  só  pôde  ser  garantido por meio da qualidade técnica dos servidores e colaboradores envolvidos", diz Oliveira no documento.

Ele ainda lista, em 18 tópicos, "entregas" feitas no ano passado e no início de 2021 pela equipe, entre elas a elaboração de um projeto de inteligência artificial aplicada à avaliação educacional, visando soluções em correção de redações e revisão de itens, entre outras questões. O rol com as tarefas executadas foi vista como um recado à cúpula do órgão, que teria insinuado ausência de ações concretas do departamento.

Na semana passada, a Diretoria de Gestão e Planejamento do Inep também teve o chefe substituído. Alexandre Avelino Pereira foi exonerado do cargo. Um dia depois, coordenadores do departamento foram demitidos das funções comissionadas.

Servidores que assinaram a carta pública denunciando "fragilidade técnica e administrativa da atual gestão máxima" do órgão e episódios de assédio moral estão sendo substituídos -- caso de coordenadores da Diretoria de Gestão e Planejamento. E também outros que, apesar de não terem endossado oficialmente  o documento com o pedido de entrega de cargos, portaram-se de forma crítica nos últimos meses em relação à gestão do Inep.
Em novembro, no auge da crise no Inep, Oliveira apoiou os servidores, contrariando a presidência do órgão. Em ofício ao chefe de gabinete do instituto, Álvaro Parisi, e ao chefe da Assessoria de Governança e Gestão Estratégica, Eduardo Alencar, ele afirmou que as "adversidades que relatam são legítimas e devem receber atuação rápida e eficaz da alta gestão" e do Ministério da Educação (MEC).
A Diretoria de Avaliação da Educação Básica é considerada a mais importante dentro do Inep, sendo responsável pelo Enem e outras avaliações essenciais para a medição da qualidade do ensino no país, como as usadas no cálculo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
As trocas constantes em cargos de comando no Inep acarretam entraves na gestão do órgão, responsável pelas avaliações educacionais de larga escala no país, apontam servidores. Os ocupantes que chegam ao posto, sobretudo se não são do instituto, levam um tempo para conhecer o funcionamento e se apropriar das rotinas, colocando em risco cronogramas de provas e a própria qualidade dos exames, explicam funcionários do quadro técnico ouvidos pelo Globo sob a condição de anonimato.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conoscoConteúdo de marcaConteúdo de marca
Copyright © - 2022 - O Diário de MogiÉ proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuído por