Entrar
Perfil
PRECONCEITO

Após alegar que modelo brasileira é 'gorda demais', Qatar Airways volta a negar embarque dela

De acordo com a influencer Juliana Nehme, que está no Líbano, a empresa aérea pede que ela compre mais dois assentos para ela e pague a multa de cancelamento de viagem da mãe

Agência O Globo
24/11/2022 às 16:38.
Atualizado em 24/11/2022 às 16:38

Juliana Nehme foi impedida de voar na Qatar Airways por ser gorda (Reprodução)

Olá, quer continuar navegando no site de forma ilimitada?

E ainda ter acesso ao jornal digital flip e contar com outros benefícios, como o Clube Diário?

Já é assinante O Diário Exclusivo?
PRECONCEITO

Após alegar que modelo brasileira é 'gorda demais', Qatar Airways volta a negar embarque dela

De acordo com a influencer Juliana Nehme, que está no Líbano, a empresa aérea pede que ela compre mais dois assentos para ela e pague a multa de cancelamento de viagem da mãe

Agência O Globo
24/11/2022 às 16:38.
Atualizado em 24/11/2022 às 16:38

Juliana Nehme foi impedida de voar na Qatar Airways por ser gorda (Reprodução)

Após divulgar que foi impedida pela Qatar Airways de embarcar do Líbano para o Brasil por “ser gorda demais”, a modelo brasileira e influenciadora digital plus size Juliana Nehme, de 38 anos, afirmou nesta manhã, através das redes sociais, que a empresa aérea se recusa a autorizar o voo mesmo com pedido do consulado brasileiro. De acordo com a influencer, a Qatar pede que ela compre mais dois assentos para ela e pague a multa de cancelamento de viagem da mãe, que não embarcou para o Brasil na terça-feira (22) para ajudar a filha.

Através de seu perfil no Instagram, a modelo contou que na terça-feira foi impedida de viajar na classe econômica da Qatar Airways devido ao seu peso. Abalada, ela disse que foi para o Líbano conhecer a família materna, junto a mãe, a irmã e o sobrinho, e que embarcaria naquele dia em uma conexão para Doha e, na sequência, para São Paulo.

Barrada, a empresa exigiu, segundo Juliana, que ela comprasse uma passagem executiva ao custo de US$ 3.000 (cerca de R$ 18 mil) ou mais duas passagens normais para "caber no assento".

“Comprei uma passagem de volta para o Brasil pela Qatar e chegando na hora de fazer o chek in uma aeromoça da Qatar chamou minha mãe enquanto a moça finalizava nosso chek in e disse pra ela que eu não era bem vinda para embarcar porque sou gorda. e eles não iam me receber no voo! Só se eu comprasse passagem de primeira classe. Eu já sofri gordofobia de todos os jeitos no Brasil, mas nunca pensei em passar por isso”, relatou Juliana.

No relato, a modelo diz ainda que viajou inicialmente pela empresa AIR France, na classe econômica, e não teve nenhum problema. Ainda na terça-feira, a Qatar teria retido as passagens da mãe, da irmã e do sobrinho de Juliana, mas depois liberou o embarque.

“Minha irmã foi com meu sobrinho embora para o Brasil e ficamos aqui! Estou tendo gastos com hotel e táxi que não precisava! Não tenho dinheiro para me manter aqui por mais tempo. E eles disseram que eu tenho que pagar outra passagem pra minha mãe e o upgrade da minha pra executiva”, contou a influencer.

Consulado brasileiro interferiu na situação

Nas redes sociais, Juliana contou que na manhã desta quinta-feira voltou a falar com o embaixador brasileiro em Beirute, que estaria a ajudando "de todas as formas possíveis". No entanto, ressaltou que a empresa aérea não quer ceder nem mesmo aos pedidos do órgão, que pede a liberação de sua viagem para o Brasil.

“Ele (o embaixador) conseguiu falar com a Qatar, mas (a empresa) não abre mão, disse que teria que comprar mais duas passagens para mim e pagar a multa da passagem da mãe”, relatou nesta manhã.

Ela e a mãe aguardam no Líbano, sem previsão de volta.

Procurados, a Qatar Airways e o Itamaraty ainda não responderam até a publicação desta reportagem.

Conteúdo de marcaVantagens de ser um assinanteVeicule sua marca conosco
O Diário de Mogi© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por