ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Andréia Diniz busca manter candidatura para a Prefeitura de Mogi

Em decisão de última hora, a Executiva Municipal do Patriota resolveu “por estratégia” inviabilizar a candidatura da empresária Andréia Diniz à Prefeitura de Mogi das Cruzes. Isso provoca um racha no partido, porque ela não quer desistir e reafirma sua disposição em tentar até o fim para conseguir homologar seu nome durante a convenção da sigla que acontece virtualmente na noite desta terça-feira (16).

A empresária alega que foi “surpreendida” com essa decisão tomada pelo partido às vésperas da convenção, sem considerar o que foi “palavreado, acordado e o trabalho feito desde o início do processo”. “Estava tudo certo, tanto que nesse período iniciei a pré-campanha, fiz reuniões, assumi compromissos, foi elaborado plano de governo, e sem nenhuma ética, na última hora, fui informada pela Executiva que, por estratégia, o Patriota vai votar contra o lançamento de candidatura majoritária”, critica.

Mesmo assim, a única mulher entre os prefeituráveis garante que vai manter sua candidatura até o final. “Não vou retirar o meu nome. Além disso, temos uma chapa com 30 pré-candidatos a vereadores e 50% deles já disseram que também não desistir se isso se confirmar”, comenta. Ela disse ainda que o assunto não foi tratado abertamente e que “não ficou muito claro quais são essas estratégias”.

Andréia revela que já estava praticamente acertada uma aliança com o PTC, para o lançamento do nome do advogado Michael Della Torre como candidato a vice na chapa, e mesmo que a candidatura dela não seja homologada, acha que o Patriota deveria confirmar essa coligação. Ele reafirmou a informação.

O presidente da executiva municipal, Silvério Nobre Neto, por sua vez, disse que houve uma conversa e o colegiado entendeu que no atual cenário não seria mais viável dar continuidade ao projeto “devido às circunstâncias de não ter pontuação em pesquisa e nem a certeza de que vamos conseguir brigar para consagrar um trabalho, o que não é a melhor estratégia nessa eleição”.

Ele destaca ainda problemas com as questões ideológicas, já que o Patriota entende que Andréia tem posições que conflitam com a política do presidente Jair Bolsonaro, defendido pela sigla. Informa ainda o partido vai se manifestar publicamente após a convenção.


Deixe seu comentário