INFORMAÇÃO

A arquitetura e seu papel em tempos de mudanças

CAU-SP vai promover dois eventos de atualização para os arquitetos da região

As mudanças no comportamento humano e nas relações entre as pessoas, determinadas por novas tecnologias, ganham um peso cada dia maior na vida de cada ser humano. Por isso mesmo, a arquitetura tem um papel decisivo no momento de desenvolver novos espaços públicos e privados capazes de produzir estímulo, colaboração, interação e que também sirvam como influenciadores positivos na relação social. A matéria também é decisiva para se unir tais espaços aos laços afetivos. A cidade é hoje um espaço aberto de construção da vida coletiva que exige, principalmente, planos e projetos com desenho urbano completo e detalhado, articulados e integrados, com capacidade para mediar os conflitos e interesses sociais econômicos em cada região. Num cenário como esse, o debate tem o objetivo de valorizar o papel dos arquitetos e urbanistas na sociedade, criando ambientes que proporcionem experiências positivas e causando bons impactos na vida das pessoas em geral. Para discutir questões como estas, levantadas por profissionais do setor, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo e a Bit Social estão promovendo um programa de debates em várias cidades com o tema “Vidas Abundantes, mas Solitárias. – O papel da Arquitetura e Urbanismo nas Relações Humanas”. Por conta da pandemia da Covid-19, os eventos são online e destinados tanto para os profissionais inscritos no CAU-SP, quanto para a sociedade em geral. Em Mogi das Cruzes, o trabalho de capacitação está marcado para o próximo dia 5 de outubro (segunda-feira), entre 19 horas e 21h30. Os profissionais dessas áreas ainda terão uma palestra sobre empreendedorismo, com foco na reinvenção do modelo de negócios, para incentivar mudanças em seu modelo mental e para que se posicionem estrategicamente, podendo se reinventar e acompanhar as transformações globais que vêm acontecendo nas áreas, no Brasil e no mundo. Com o tema “Reinvenção do seu modelo de negócio: do que profissionais e negócios do futuro são feitos”, a capacitação está marcada para o dia 22 de outubro, entre 13 e 17 horas, com segunda turma das 18 às 22 horas. Este curso é destinado unicamente aos profissionais inscritos no CAU-SP. As inscrições estão abertas e podem ser feitas em: www.maisconhecimento.arq.br .

Cada um por si

As primeiras postagens com propagandas de candidatos a vereador de Mogi no Facebook apresentaram uma característica comum: a não indicação dos candidatos a
prefeito a quem eles estariam ligados ou apoiando. As propagandas se limitaram a
foto, nome, número e partido de cada concorrente, além de uma ou outra mensagem dirigida aos eleitores.

Ferroanel

O Ministério da Infraestrutura decidiu engavetar, por tempo indeterminado, o projeto do Ferroanel Norte, um plano de implantação de 53 km de ferrovias ligando Perus a Itaquaquecetuba, na região do Alto Tietê, visando solucionar os conflitos entre trens de carga (MRS) e de passageiros (CPTM) na Grande São Paulo, que custaria R$ 6 bilhões. Em seu lugar, optou por um plano proposto pela MRS que prevê a construção de uma via segregada nos trechos Jundiaí-Barra Funda e Mooca-Rio Grande da Serra, com 120 km de linhas exclusivas para carga, a serem implantadas na faixa de domínio das duas vias compartilhadas pelas empresas. Com isso, estas vias ficariam exclusivamente para passageiros. Custo: R$ 1,5 bilhão.

Denúncias

Com o início da vigência do prazo para propaganda eleitoral, entra em operação também o aplicativo criado pela Justiça Eleitoral para receber denúncias da sociedade sobre irregularidades em campanhas eleitorais. Após baixar o aplicativo Pardal – Denúncias Eleitorais bastará preencher um formulário relatando a irregularidade a ser apurada. Após o envio, o usuário receberá um e-mail de confirmação. O instrumento permite o envio de fotos e vídeos, além de depoimentos, para justificar as denúncias.

Trens ruins

A Linha 11 – Coral, que liga as estações do Brás, em São Paulo, e Estudantes, em Mogi, foi a campeã de queixas junto à CPTM, durante o ano que passou, informa Renato Lobo, do site Via Trólebus. Em 2019, a Coral registrou 877 reclamações, das 2.782 encaminhadas à empresa ferroviária. A Linha 7 – Rubi, entre Brás e Francisco Morato, foi a segunda colocada, com 445 queixas, naquele período. Nos números mais recentes, a Rubi já ultrapassou a Coral e lidera o ranking. Questões ligadas à infraestrutura, que vão de problemas técnicos a atrasos, passando por avarias e outros, são os mais citados.

Frase

A corrupção não é uma invenção brasileira, mas a impunidade é uma coisa muito nossa.

Jô Soares, 82 anos, humorista, apresentador de televisão, escritor, dramaturgo, diretor teatral, ator e músico brasileiro


Deixe seu comentário